Lavrador é morto a pauladas e tem corpo jogado em rio

Compartilhe esta notícia!

Um crime chocou a cidade de Cafelândia, na região de Lins, na madrugada dessa quarta-feira (3). Um lavrador foi morto a pauladas e teve o corpo jogado em um rio pela Avenida Marginal Mário Covas, na região central do município. Um dos autores, identificado como Vanderlei Barbosa, de 46 anos, foi preso em flagrante após o homicídio. Um segundo suspeito continuava foragido até o fechamento dessa edição.

Segundo informações do registro policial, as equipes policiais receberam denúncia de que um homem teria sido jogado no rio Saltinho, em frente da rodoviária do município. Os PMs se deslocaram até o local e viram um rastro de sangue saindo do pátio da rodoviária e terminando justamente no rio.

O Corpo de Bombeiros de Lins foi acionado para iniciar as buscas. Alguns minutos depois, a equipe conseguiu localizar o corpo da vítima já sem vida, identificada como Edilson Aparecido Cardoso. Uma testemunha contou em depoimento que dormia na rodoviária e acordou com o barulho de pauladas. Nesse momento, ela viu o momento que o desempregado e o ajudante de motorista agrediam Cardoso, que também dormia ali, com diversos golpes.

Já com a vítima desacordada, os autores enrolaram o corpo em um lençol, arrastaram e jogaram no rio na sequência. Vanderlei foi localizado alguns minutos depois dormindo na rodoviária. Ele foi abordado e disse que não sabia o que estava acontecendo. Apesar disso, a polícia encontrou manchas de sangue na bermuda que ele vestia. Diante disso, o suspeito recebeu voz de prisão em flagrante e foi levado até a delegacia para prestar depoimento. O delegado de plantão manteve a detenção por homicídio consumado e o deixou à disposição da Justiça.

O segundo investigado não foi encontrado até o fechamento dessa edição. A perícia técnica esteve na cena do crime e um laudo deverá ficar pronto em até 30 dias para auxiliar nas investigações. O corpo de Cardoso foi encaminhado ao IML (Instituto Médico Legal) e passou por exame necroscópico. A Polícia Civil abriu inquérito para dar continuidade às apurações.

 


Compartilhe esta notícia!

Veja também

Ação conjunta prende estelionatários em Andradina

Compartilhe esta notícia!Um pedreiro de 25 anos e uma jovem, de 19, foram presos na …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *