20.3 C
Araçatuba
terça-feira, agosto 16, 2022

Justiça de Araçatuba condena homem que matou desafeto por vingança

A Justiça de Araçatuba condenou a 16 anos e quatro meses de prisão o réu Orlando Flores D’Avila, acusado de ter praticado homicídio em agosto de 2019 em Araçatuba. O julgamento foi realizado na tarde de quarta-feira (20).

De acordo com a denúncia oferecida pelo Ministério Público na época, no dia 11 de agosto de 2019, pela rua Valparaíso, no bairro Jardim Umuarama, o denunciado matou Anderson Luis Lopes, mediante recurso que dificultou a defesa da vítima. Segundo o que foi apurado, anos antes do crime, a casa do réu foi incendiada, e este acreditava ser a vítima a responsável pelo fato.

Diante disso, o acusado decidiu matar o desafeto. Na data do assassinato, Anderson estava de saída temporária de uma unidade prisional, já que cumpria pena privativa de liberdade. Era por volta de 12h40 quando ele chegou na residência dos pais em um veículo e desceu. Na sequência, o denunciado, que já estava ali e o aguardava em uma moto Honda/Biz, o surpreendeu e fez diversos disparos de arma de fogo.

Em seguida, o indiciado fugiu em alta velocidade. A vítima chegou a ser socorrida com vida, mas não resistiu aos ferimentos e morreu alguns minutos depois. Para o Ministério Público, representado pelo promotor Adelmo Pinho, o crime foi praticado mediante recurso que dificultou a defesa da vítima, uma vez que ela foi alvejada de surpresa, estando desarmada, sem possibilidade de qualquer tipo de reação.

A pena será cumprida em regime fechado sem o direito de recorrer em liberdade. O réu continuará em uma unidade prisional da região. O promotor do Ministério Público não irá recorrer da sentença.

Ultimas Noticias