Home Plantão Policial Criminosos usavam máquina de cartão de crédito para comercializar drogas

Criminosos usavam máquina de cartão de crédito para comercializar drogas

3 minutos de leitura
Compartilhe esta notícia!

A Polícia Militar de Araçatuba prendeu, na tarde de sexta-feira (2), dois rapazes, de 18 e 29 anos de idade, além de um adolescente de 14 por tráfico de drogas. O caso ocorreu na rua José Mauricio de Souza, no bairro Águas Claras. O que chamou a atenção das equipes é que os criminosos comercializavam os entorpecentes e até mesmo passavam a máquina de cartão de crédito como forma de pagamento.

 

Segundo informações do boletim de ocorrência, os policiais faziam patrulhamento de rotina quando receberam informações anônimas dando conta que os suspeitos estariam vendendo drogas no endereço e se utilizavam de uma motocicleta Honda/CG 150 Fan e um veículo Fiat/Palio.

 

Com a denúncia, os PMs foram até a residência e lá perto avistaram os dois veículos mencionados. O motorista do carro, ao ver a aproximação da viatura, conseguiu fugir correndo. Os outros três indivíduos permaneceram no interior do automóvel e foram abordados. Durante a revista pessoal, nada de ilícito foi localizado, apenas as máquinas de cartão de crédito, quatro celulares e dez reais em dinheiro.

 

No banco dos passageiros, a polícia localizou uma sacola plástica contendo um tijolo de maconha, além de 13 porções do mesmo entorpecente. Os autores permaneceram em silêncio a respeito da propriedade da droga e de como funcionava o esquema.

 

O trio foi levado para a Central de Flagrantes, onde prestou depoimento na presença de um advogado. O delegado plantonista manteve a prisão dos dois jovens e apreendeu o adolescente. Eles permaneceram à disposição da Justiça e da Vara da Infância e Juventude do município. Depois de passarem por audiência de custódia, os indiciados foram transferidos para o Centro de Detenção Provisória de Nova Independência. A Polícia Civil abriu inquérito pelo terceiro distrito policial para dar andamento às investigações sobre o ocorrido.


Compartilhe esta notícia!