Câmeras de segurança podem ajudar investigadores na identificação de autores de assassinato

Compartilhe esta notícia!

A Polícia Civil, por meio da Delegacia de Homicídios, já instaurou inquérito para apurar a violenta morte do técnico em refrigeração Adriano Colombo Massaroto, de 21 anos, na noite de quinta-feira (3), na Avenida Governador Mário Covas, em Araçatuba. Na manhã dessa sexta-feira (4), equipes da Sosp (Secretaria de Obras e Serviços Públicos) estiveram no local do crime para realizar a limpeza, após duas árvores serem arrancadas com o impacto da batida com o carro da vítima.

Conforme o registro policial, o assassinato ocorreu por volta das 19h50. O rapaz seguia em um veículo Hyundai/IX35 no sentido bairro/centro quando uma moto com dois ocupantes se aproximou e um dos suspeitos fez diversos disparos de arma de fogo contra ele. O técnico perdeu o controle da direção, se chocou na traseira de um Ford/Fiesta, que acabou atingindo uma moto estacionada na via.

O carro de Adriano ainda atingiu duas árvores, a placa de ferro de uma loja de materiais de escritório e parte do muro de um terreno. O impacto foi tão grande que as árvores foram arrancadas. Uma equipe do Samu (Serviço de Atendimento Móvel de Urgência) foi acionada, mas a morte foi constatada já no local pelo médico plantonista.

Policiais militares isolaram a avenida por conta da queda das árvores e de alguns fios energizados, além do trabalho da perícia técnica e dos investigadores da Delegacia de Homicídios. Dentro do carro foram apreendidos um celular, uma nota de cem reais, um projétil e fragmentos.

Câmeras de monitoramento de alguns estabelecimentos comerciais flagraram a moto ocupada pelos autores e o momento em que a vítima perde o controle da direção e avança contra a calçada. As imagens poderão auxiliar a polícia a partir de agora na identificação de autoria. Até o fechamento dessa edição nenhum suspeito do crime havia sido localizado.

O corpo de Adriano foi encaminhado ao IML (Instituto Médico Legal), onde passou por exame necroscópico. O laudo deverá ficar pronto em até 30 dias. Depois foi liberado para o velório e sepultamento.

 

 


Compartilhe esta notícia!

Veja também

Polícia Rodoviária apreende carreta com 400 mil maços de cigarros contrabandeados

Compartilhe esta notícia!Um homem de 47 anos foi preso na noite de terça-feira (2) depois …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *