O gol do século

O 22 de junho marcou 35 anos para aqueles que testemunharam a história quando viram Diego Armando Maradona correr 52 metros para marcar o que hoje é considerado o Gol do Século. Nas quartas de final de Argentina x Inglaterra da Copa do Mundo do México 86, o Pelusa se tornou imortal. Foi por isso que a Federação Argentina de Futebol (AFA) lançou uma iniciativa chamada #GritaloPorD10S, para se animar novamente com o gol que colocou de pé nao só todo o Estádio Azteca se nao também ao mundo inteiro. Esse 2-1 é ouro puro para a Argentina. Os dois gols da vitória foram de Maradona: o primeiro com o polêmico “Mano de Dios” e o segundo com uma verdadeira obra de arte depois de deixar vários rivais ao longo do caminho.

Aquela equipe comandada por Carlos Bilardo, finalmente campeã sem ser favorita na casa das apostas, teve a sua vingança futebolística – como eles próprios declararam – pouco depois da Guerra das Malvinas. Sem dúvida jogou-se muito mais do que uma partida de futebol e Diego deixou isso bem claro. Embora neste aniversário as coisas ficaram bem diferentes. É que teve um toque especial, pois foi o primeiro a ser comemorado sem a presença de Diego, falecido em novembro de 2020 aos 60 anos. Por isso, não houve melhor homenagem do que gritar de novo com emoção esse gol, que acabou por significar o segundo Mundial para a Selecção Nacional.

 

Um grito que atingiu o céu

A ideia proposta pela AFA foi inundar as redes sociais nesse dia com a hashtag #GritaloPorD10S, para mais uma vez comemorar o melhor gol da história das Copas do Mundo às 16h09 (horário da Argentina), exato momento em que a anotaçao do Camisa Diez chegou ao Estádio Azteca, na Cidade do México, diante de mais de 100 mil espectadores. “No dia 22 de junho, às 16h09, coloque a história do gol do Diego para os ingleses no volume máximo. E quando a bola voltar, vamos gritar para que possa ser ouvida lá no alto. Vamos gritar de novo! “, colocou o relato da Seleção Argentina em suas redes sociais. E não foi apenas a AFA. Outros clubes argentinos como San Lorenzo, Boca Juniors, Newell’s Old Boys, Huracán, Argentino Juniors e Gimnasia Esgrima de La Plata, o último condado na terra do deus Diego, também aderiram ao #GritaloPorD10S.

Até a Inglaterra lembrou

Neste tempo de recordaçoes o ex jogador inglês Gary Lineker também lembrou-se de Maradona e o elogiou muito. É que ele, talvez como poucos, sofreu a magia de Maradona nada menos do que na Copa do Mundo de 1886 no México, onde Diego marcou esses dois gols emblemáticos e o atacante inglês ainda converteu o gol do desconto. Com devoção, e lembrando disso,  ele revelou o que queria fazer quando viu tanta coisa incomparável. “Maradona em 86 era impossível de jogar. A gente pode falar da “Mão de Deus”, mas o outro gol que marcou naquele jogo, nossa! Você tem que entender que o campo do Azteca era horrível, e fazendo o que fazia, driblando os jogadores como se eles não estivessem, era o mais perto que estive em minha vida de sentir que tinha que aplaudir outra pessoa marcando um gol. Claro que não fiz porque iam me destruir na Inglaterra ”, confessou. “Ele foi de longe o melhor da minha geração”, concluiu Lineker.

 

Veja também

Meninas da região mostram força no MMA e vencem no UFC

Depois da vitória da prudentina Ariane “Sorriso” Carnelossi por finalização no dia 16, foi a …

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *