Gilvan Tavares sonha com o título da Copa do Brasil: ‘Vou sair do Cruzeiro consagrado’

Restam poucos dias à frente da presidência do Cruzeiro ao advogado Gilvan de Pinho Tavares. No fim do ano, eleições definem o novo mandatário da Raposa. Bicampeão brasileiro (2013 e 2014) e vencedor de um Estadual (2014), Gilvan quer deixar o clube com mais uma conquista importante. Levantar a Copa do Brasil virou uma obsessão para o dirigente, que comanda a Raposa desde 2012.

“Título a gente sabe que é o sonho, é o ideal. Para mim, muito mais porque estou no meu último mandato, no último ano, e se eu sair do Cruzeiro com mais essa conquista, vou sair do Cruzeiro seguramente consagrado, como o presidente que mais conquistou títulos em mandatos do Cruzeiro. Estou pensado também como os jogadores de deixar essa alegria para a torcida do Cruzeiro, com essa conquista fabulosa de mais uma Copa do Brasil, além de dois Brasileiros e um Mineiro. A gente vai sair, sem dúvida, consagrado com tantos títulos, tantas conquistas, e o Cruzeiro merece e a torcida do Cruzeiro, muito mais do que isso, porque tem feito o papel do 12 jogador”, disse o presidente da Raposa.

Gilvan comete um exagero ao dizer que será o presidente que mais títulos conquistou, já que os irmãos Zezé Perrella e Alvimar levantaram 22 taças – em destaque estão a Libertadores de 1997, o Brasileiro de 2003 e o tricampeonato da Copa do Brasil (1996, 2000 e 2003).

Nesta quarta-feira, Gilvan embarcou com o restante da delegação para o Rio de Janeiro, onde será disputado o primeiro jogo da final da Copa do Brasil, quinta, às 21h45, no Maracanã. O presidente acredita que os jogadores estão motivados e cientes da responsabilidade que terão nos dois principais jogos do clube nesta temporada.

“Cruzeiro chegou a esta decisão porque os jogadores estão conscientizados de que é necessário ganhar alguma coisa. Me lembro que no jogo do Rio Grande do Sul, contra o Grêmio, não ganhamos, mas eles se fecharam na sala, decidiram jogar completo contra o Sport para motivar a torcida, para que a torcida pudesse comparecer, imbuída do pensamento de classificar. Foram para o jogo contra o Grêmio com aquela vontade toda que a gente viu, conseguiram ir para os pênaltis, jogaram com aquela vontade toda e com o apoio da torcida, que lotou o estádio. Tenho certeza que para a final a torcida do Cruzeiro pode esperar a mesma coisa, essa mesma vontade e essa mesma disposição”, disse Gilvan.

A partida de volta entre Cruzeiro e Flamengo será no dia 27 de setembro, também às 21h45, no Mineirão. A Raposa vai em busca do quinto título na competição, já que levantou o caneco em 1993, 1996, 2000 e 2003. Por sua vez, o time carioca conquistou o torneio em três oportunidades: 1990, 2006 e 2013.

Da Redação

Veja também

Judoca Araçatubense se classifica para os Jogos Escolares Brasileiros

DAVID PRATES – Araçatuba Com apenas 14 anos, a judoca multicampeã araçatubense Sofia Aranega Mazzilli …

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *