Home Cidades Três Lagoas é a quarta anfitriã do Encontro Regional do Plano Plurianual 2020-2023

Três Lagoas é a quarta anfitriã do Encontro Regional do Plano Plurianual 2020-2023

4 minutos de leitura
Compartilhe esta notícia!

DA REDAÇÃO – TRÊS LAGOAS

Três Lagoas recebeu na tarde desta terça-feira (30), no Anfiteatro da unidade II do Câmpus da Universidade Federal de Mato Grosso do Sul, o Encontro Regional do Plano Plurianual (PPA) 2020 – 2023, realizado pelo Governo de Mato Grosso do Sul, por meio do Superintendência de Gestão Estratégica.
No total são 5 encontros, além do fechamento que será realizado na Capital do Estado, Campo Grande. Três Lagoas é a quarta anfitriã, sendo que as rodadas de debate ocorreram no período da tarde na própria UFMS com a participação de prefeitos de 10 cidades da Região Costa Leste, além de autoridades do estado e representantes da sociedade civil organizada e comum.
Além de Três Lagoas, os municípios de Aquidauana, Naviraí e São Gabriel do Oeste já receberam a audiência e, o próximo, será Ponta Porã.
No ato, o prefeito de Três Lagoas, Angelo Guerreiro, ressaltou a importância do PPA e agradeceu a iniciativa do Estado de MS. “Isso é muito importante, pois permite que consigamos ter direcionamentos para os próximos quatro anos”. Aproveitou ainda para ressaltar a necessidade que a Cidade ainda tem de obras de drenagem, infraestrutura de asfalto, melhorias nas áreas de saúde e educação.
Representando o governador Reinaldo Azambuja, o secretário da pasta de Governo e Gestão Estratégica, Eduardo Riedel, explicou que o PPA desse ano tem o caráter inclusivo, pois permite a interação direta e indireta da população. “Além dos encontros regionais feitos nas 5 cidades representantes, a população pode participar da elaboração do PPA pelo Portal Participa MS, uma plataforma que permite a interação online”, explicou.

O QUE É O PPA
O Plano Plurianual (PPA) é um instrumento de planejamento, no qual as ações de governo são definidas com clareza e organizadas em diretrizes, objetivos e metas. Além disso, também possibilita uma avaliação dos resultados que o governo entregou a sociedade.
O plano é realizado por meio de lei contendo as ações governamentais e os investimentos para um período de quatro anos. Ele é encaminhado pelo Poder Executivo para a Assembleia Legislativa no primeiro ano após as eleições, mas começa a valer somente no ano seguinte. Assim, passa de um governo para o outro garantindo a continuidade da administração.
Em Mato Grosso do Sul a sociedade poderá participar de sua elaboração, informando suas prioridades por meio do site http://www.participe.ms.gov.br e presencialmente, por meio dos Encontros Regionais de Planejamento.

 


Compartilhe esta notícia!