20.3 C
Araçatuba
terça-feira, agosto 16, 2022

Prefeitura contabiliza prejuízo após temporal e trabalha para reparar danos

O fim da tarde desta quinta-feira (19) foi marcado por fortes ventos e muita chuva em Três Lagoas e, por conta dos estragos causados pela natureza em diversos bairros da cidade, equipes da Prefeitura Municipal de Três Lagoas estão em constante trabalho para reparar os danos e atender as famílias que estão desabrigadas ou precisando de alguma ajuda.

Segundo dados do Instituto Nacional de Meteorologia (INMET), por volta das 18h de quinta-feira (19) o vento chegou a 25 quilômetros por hora com rajadas de até 83 quilômetros por hora e, em uma hora, foram contabilizados 34 milímetros de chuva em Três Lagoas.

Durante a chuva, a Secretaria Municipal de Assistência Social (SAS), com apoio da Defesa Civil, Secretaria Municipal de Administração (SEAD), Secretaria Municipal de Esporte, Juventude e Lazer (SEJUVEL), Secretaria Municipal de Educação e Cultura (SEMEC) e do vice-prefeito Paulo Salomão, montou quatro equipes que percorreram os bairros no intuito de identificar danos e prestar atendimento às famílias que tiveram alguma perda ou estivessem desabrigadas.

DESABRIGADOS
Segundo a secretária de Assistência Social, Vera Helena Arsioli, os bairros mais atingidos foram São Carlos, Vila Carioca, Guanabara e Osmar Dutra. “Como podemos ver, foi um corredor de vento que causou diversos danos. No Jardim Guanabara (Parque São Carlos | Atualização às 10h28min) foram duas casas destelhadas, outra no Bairro Osmar Dutra, uma no Jardim Brasília e mais uma no Violetas II, sendo que essas cinco (três | Atualização às 10h28min) famílias ficaram desabrigadas e, apesar de terem a disponibilidade de irem para o Ginásio Cassilda Acre Rocha, preferiram ficar na casa de parentes e amigos”, explica.

Além disso, a SAS distribuiu cerca de 20 lonas para famílias que tiveram parte das casas destelhadas. “Além dos danos à população, a SAS também teve perdas, pois no CRAS Ruth Filgueiras uma fiação elétrica caiu sobre a unidade e o vento a destelhou, mesmo assim o atendimento segue normalmente do lado de fora do local. A fachada do Centro de Convivência para Idosos ‘Tia Nega’ foi arrancada”, confirma.

OUTROS DANOS
A Secretaria Municipal de Meio Ambiente e Agronegócio (Semea), juntamente da Secretaria Municipal de Infraestrutura, Transporte e Trânsito (Seintra), por meio do Departamento de Serviços Públicos (DSP), estão com equipes nas ruas no intuito de recolher galhos, destroços e desobstruir ruas que foram interditadas pela queda de árvores.

Conforme o secretário da pasta de Meio Ambiente, Celso Yamaguti, os principais Bairros os quais foram registradas quedas de árvores são o São João, Guanabara, Primaveril, Jardim Alvorada, Lapa e JK. “Estamos trabalhando para realizar todos os reparos no menor tempo possível, principalmente as vias que foram obstruídas por árvore e destroços”, explica Celso.

Já o secretário Dirceu Deguti, responsável pela Seintra, informa que as equipes estão empenhadas na limpeza, reparos e fazer com que os sistemas semafóricos da Cidade sejam restaurados, sendo que muitos pararam ou estão funcionando parcialmente devido ao mau tempo. “Recebemos registro de danos em imóveis e lojas que foram destelhadas ou tiveram vidraças e vitrines quebradas por conta do forte vento”, comenta.

O secretário da pasta de Esportes, Leandro Dias, informa que 50 metros de muro do Estádio Municipal “Benedito Soares da Motta”, mais conhecido como “Madrugadão”, foram derrubados, assim como os bancos utilizados pelos reservas. “Apesar dos danos, os jogos programados ocorrerão normalmente. Ainda estamos fazendo o levantamento dos danos em outros locais, como no Ginásio Municipal Cacilda Acre Rocha e no Estádio da A.D.E.N. para que possamos fazer os reparos todos de uma única vez”, diz.

Na parte da educação, a secretária Maria Célia Medeiros diz que a Escola Municipal Maria Eulália, o CEI Clementina Carrato e Guanabara tiveram as aulas suspensa nesta sexta-feira (20) por conta da falta de energia e a impossibilidade de previsão de quando o serviço será normalizado. Além disso, a Escola Municipal “Joaquim Marques de Souza” teve alguns forros do teto das salas arrancados por conta do destelhamento e, por conta disso, não teve aula na manhã de hoje; a Escola Municipal “Eufrosina Pinto”, por sua vez, também teve parte do prédio destelhado, porém as aulas seguem normalmente. O Posto de Saúde do Parque São Carlos também sofreu diversos danos.

AJUDA
A população que necessitar de ajuda deve procurar o Centro de Referência em Assistência Social (CRAS) de referência do seu bairro.

ENERGIA
No meio da tarde desta-feira (20), praticamente 24 horas após o temporaral que atingiu Três Lagoas, centenas de famílias ainda estavam sem energia. Várias escolas suspenderam as aulas por falta de energia. De acordo com a Elektro, 1010 residências estavam sem energia ontem à tarde. A previsão era de que até as 17 horas o serviços seria restabelecido.

Da Redação

Ultimas Noticias