Prefeitura abre licitação para restaurar locomotiva histórica

Compartilhe esta notícia!

DA REDAÇÃO – TRÊS LAGOAS

A Prefeitura de Três Lagoas abriu licitação na modalidade Tomada de Preço para contratação de empresa com o objetivo de restaurar uma locomotiva Maria Fumaça que está no pátio da estação (NOB). O aviso de licitação foi publicado no site da Prefeitura nesta terça-feira (22 ).
A licitação inclui revitalização e restauração das três composições: a locomotiva a vapor, o vagão tender e o vagão auxiliar de transportes de água e lenha (Maria Fumaça). A sessão pública está programada para acontecer no dia 11 de novembro.
No ano passado, uma briga institucional quase levou o equipamento para Campo Grande. Alegando que a Maria Fumaça estaria se deteriorando, o DNIT (Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes) chegou a alugar um caminhão para levar a Maria Fumaça embora. Foi necessária a intervenção do então ministro Carlos Marun e da senadora Simone Tebet, que estavam na cidade, para que a máquina não fosse levada. Depois de restaurada, a Maria Fumaça deve permanecer na região da antiga estação ferroviária.

LUTA
A Maria Fumaça ganhou destaque depois que a Prefeitura de Campo Grande manifestou interesse em ter o equipamento. Porém, o prefeito Angelo Guerreiro se movimentou politicamente e manteve o equipamento no município.
A máquina está parada há cerca de 40 anos no pátio da antiga Noroeste do Brasil (NOB) de Três Lagoas, área central da cidade. Para o prefeito Angelo Guerreiro, a locomotiva faz parte da história da cidade. A intenção da administração municipal é preservar todo o patrimônio da ferrovia. Não está descartada a criação de um museu ferroviário.

a7 Maria Fumaça.jpg

RESGATAR A HISTÓRIA
Dentro do projeto de resgate da história da cidade, no dia 21 de agosto foi iniciada a obra de restauração e conservação do Edifício de patrimônio histórico, denominado Consulado Português.
A casa foi construída em 1914, mas somente em 1924, quando Teotônio Mendes foi nomeado Cônsul, é que se instalou ali e, em 1928 realizou uma reforma no local que ganhou a atual característica com traços da arquitetura portuguesa. O local serviu de consulado português de 1924 até o final da década de 40, e em 1998 foi tombado como patrimônio histórico.


Compartilhe esta notícia!

Veja também

Prefeitura fará plantão do refis municipal no sábado

Compartilhe esta notícia!DA REDAÇÃO – BIRIGUI A Prefeitura de Birigui, por meio da Secretaria de …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *