Home Cidades Polícia registra agressões contra mulheres

Polícia registra agressões contra mulheres

5 minutos de leitura
Compartilhe esta notícia!

DA REDAÇÃO – TRÊS LAGOAS

No domingo (1º), a Polícia de Três Lagoas registrou três casos de agressões contra mulheres. No mais grave deles um homem de 20 anos tentou matar sua ex-companheira, de 27, com golpes de canivete. O crime aconteceu no residencial Novo Oeste no início da manhã de domingo.
Depois de voltarem de uma festa e irem ao apartamento que a mulher divide com a mãe, o casal, que está separado, começou a conversar sobre o antigo relacionamento.
Os dois discutiram e, como os dois estavam alcoolizados, a mulher disse ao homem que iria dormir e aconselhou que ele fizesse o mesmo. Ela disse que se deitou na cama e logo ele deitou também. Ela estava de costas para ele e, pouco depois de ter adormecido, ela diz que foi despertada com um golpe de canivete na região da nuca.
No princípio, ela achou que era um soco. Ela gritou com ele para que ele não a agredisse, mas então percebeu que ele estava tentando matá-la. Ela tentou gritar, mas foi impedida por ele, que tapou sua boca. Ele ainda aplicou um mata-leão na mulher e a esfaqueou na região da cabeça.
Para se defender, ela empurrou o homem contra a parede para que ele a soltasse. Ao se ver livre, ela pegou uma faca e atingiu o homem, também na região da cabeça. A mãe da mulher interveio e, quando tentou desarmar o homem, também se feriu na mão.
As duas mulheres saíram da casa, pediram socorro e foram socorridas pelo SAMU. O homem fugiu pela mata e se escondeu em uma fazenda nas proximidades. Um morador do local avisou a polícia sobre o paradeiro do homem, que foi levado para a UPA com escolta e preso em flagrante por tentativa de feminicídio.

AGRESSÃO
Outro caso violento aconteceu no bairro Santos Dumont, também na manhã de domingo. Vizinhos chamaram a polícia após ver o homem, de 34 anos, agredindo a mulher, de 32. Ele batia nela com tapas e murros e, em certo momento, pegou uma pedra e acertou a cabeça da vítima, que desmaiou.
Para defender a mulher, pessoas que passavam pelo local na hora deram uma paulada no homem para poder tirá-lo de cima dela.
A mulher foi encaminhada para a UPA e o homem levado à Depac.

TAPAS
Também no domingo, um homem de 50 anos agrediu sua mulher, de 46, com tapas no rosto. Ele também quebrou o celular dela.
A vítima pegou seus dois filhos e foi para a casa da vizinha. Lá, pediu ajuda para o seu irmão, que a levou à delegacia.
Quando os policiais chegaram à casa, viram o homem deitado no sofá. Ele foi levado à unidade policial. (Perfil News)

 

 


Compartilhe esta notícia!