Atendimento psicológico e psiquiátrico no SUS aumenta durante pandemia

Compartilhe esta notícia!

DA REDAÇÃO – TRÊS LAGOAS

A Pandemia da Covid-19 que acarretou em milhares de mortes e crise econômica, tem afetado também a saúde mental da população. Em Três Lagoas, a procura por atendimento psicológico e psiquiátrico aumentou desde 2020, nas unidades de saúde do Sistema Único de Saúde (SUS), que integram a Rede de Atenção Psicossocial (RAPS) do município.

Fazem parte da RAPS as unidades do Centro de Atenção Psicossocial (CAPS II), Centro de Atenção Psicossocial Álcool e outras drogas (CAPS AD); Residência Terapêutica (SRT) e Ambulatório de Saúde Mental.

As Unidades Básicas de Saúde (UBS), juntamente com o Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (SAMU) e Unidade de Pronto Atendimento (UPA), integram a rede de saúde que auxilia as equipes da RAPS, dando suporte no atendimento, acolhendo os pacientes conforme o grau de complexidade.

Em 2019, médicos psiquiatras realizaram 7.731 consultas, enquanto psicólogos atenderam 2.976. Em 2020, ano que iniciou a Pandemia, psiquiatras promoveram 9.637 consultas, e psicólogos 4.744, um aumento de 34% na demanda.

De acordo com a Coordenadora da RAPS, Patrícia Azambuja Viana Alvarenga, Coordenadora da RAPS, o aumento justifica-se porque a pandemia mudou completamente as vidas, gerando certas indefinições principalmente sobre o futuro, essa situação pode provocar alguns transtornos, assim afetando a saúde mental.

A profissional cita que entre os principais sintomas apresentados pelos pacientes que procuram a RAPS estão humor deprimido; pensamento negativo e anedonia (perda ou ausência da capacidade para ter prazer).

Em 2021, com o prolongamento da Pandemia, o impacto na saúde emocional e mental da população continua aumentando. A demanda por consultas com psicólogas cresceu 45% nos cinco primeiros meses do ano, comparado ao mesmo período de 2020. De janeiro a maio, primeiros meses da Pandemia, 1605 pessoas foram atendidas pelo SUS, neste ano 2339 procuraram por ajuda psicológica.

O coordenador do CAPS AD, Igor Queiroz Paez, alerta que é importante observar alguns sintomas como: insônia, desânimo; irritação; dificuldade de concentração; perda de memória; taquicardia; respiração ofegante, tensão; problemas gástricos e digestivos; sudoreses e pensamentos ruminantes. Caso observe algum desses sinais é necessário procurar ajuda.

Para o melhor direcionamento do serviço à população, o RAPS informa que os interessados em atendimento devem primeiro procurar uma unidade de saúde UBS mais próxima, passar por acolhimento, pois desta forma poderá designar a melhor unidade tanto por complexidade e faixa etária.

 

 

SERVIÇO

CAPS II – Endereço: Rua Coronel João Filgueiras, nº 2511 – Nova Três Lagoas – telefone (67) 3929-1570 e (67) 99182-2409;

CAPS AD –  Endereço: Rua Zuleide Perez Tabox, nº 950 –  Centro – telefone (67) 99118-6514;

AMBULATÓRIO DE SAÚDE MENTAL – Rua Alfredo Justino, nº 66 – Lapa – Telefone (67) 3929-1289 e (67) 99280-3529;


Compartilhe esta notícia!

Veja também

Salsaretti deve gerar até 600 empregos diretos com aumento de linha de produção em Araçatuba

Compartilhe esta notícia!  A empresa Salsaretti, um braço do grupo Predilecta, em Araçatuba, anunciou nesta …

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *