14.4 C
Araçatuba
quarta-feira, maio 18, 2022

POLÍCIA CIVIL PRENDE GRUPO QUE APLICAVA GOLPE DO BILHETE PREMIADO

Araçatuba vivenciou momentos de tensão na manhã de quarta-feira (25) em frente a um posto de combustíveis localizado na rua Bolívia, no bairro Vila Industrial. Um grupo suspeito de aplicar golpes do falso bilhete premiado foi preso por policiais civis de Jales.

Segundo informações apuradas pela reportagem do jornal O LIBERAL REGIONAL juntamente com o chefe da operação, o delegado da Polícia Civil Sebastião Biazzi, os criminosos já eram monitoramentos há algum tempo, após aplicarem os golpes em diversos municípios do estado de São Paulo e do Paraná, este último local onde os bandidos moravam na cidade de Ibiporã.

Os três suspeitos, sendo dois homens e uma mulher, não tiveram as idades reveladas, mas são acusados de venderem falsos bilhetes premiados às vítimas. Recentemente, uma idosa de 77 anos foi a última vítima do bando. Ela perdeu R$ 2.500,00 em dinheiro, quantia que foi recuperada no momento da prisão.

O trio também é suspeito de ter dado o mesmo golpe em outra vítima no Paraná. Na ocasião, eles conseguiram R$ 25 mil com o estelionato. Hoje de manhã, os policiais civis monitoravam os criminosos, que estavam tentando conseguir mais uma vítima. Quando eles passavam em frente a um posto de combustíveis na rua Bolívia com um veículo Chevrolet/Vectra ocorreu a abordagem.

A detenção despertou a curiosidade de muitas pessoas que passavam no local naquele exato momento. As três pessoas foram rendidas e ficaram deitadas no chão. Durante a revista pessoal foram encontrados o dinheiro da última vítima dos golpistas, além de um bilhete da Quina, da Caixa Econômica Federal.

INVESTIGAÇÃO

Ainda segundo Biazzi, o grupo seria encaminhado para as cadeias da região depois de todos os integrantes prestarem depoimento. Os investigadores também iriam entrar em contato com outras vítimas para que elas fizessem o reconhecimento dos presos. O caso continuará em investigação e a relação dos estelionatários com outros criminosos e vítimas também será analisada.

Ultimas Noticias