Piloto fica ferido após fazer pouso forçado em canavial da região

Compartilhe esta notícia!

Um avião monomotor fez um pouso forçado em um canavial na zona rural de Penápolis, região de Araçatuba. O acidente ocorreu por volta das dez horas da manhã dessa segunda-feira (25). Segundo informações da Polícia Militar, o piloto relatou uma pane logo após a decolagem do aeroporto da cidade. Ele não teve tempo para conseguir retornar e forçou a aterrisagem no meio de uma plantação.

A aeronave, de prefixo PT-NUY, pertence a José Geraldo Rozembra, de 61 anos de idade. Era ele quem pilotava o avião, no momento do acidente, segundo a polícia. A vítima foi socorrida por uma unidade do Resgate até o Pronto-Socorro Municipal com algumas escoriações e reclamando de dores nas costas. O piloto permaneceu internado em observação, mas não corria risco de morte.

De acordo com a Anac (Agência Nacional de Aviação Civil), a aeronave é um modelo Embraer-711T e foi fabricada em 1980. O avião tem capacidade para levar três passageiros, além do piloto. A data de validade do Certificado de Aeronavegabilidade estava em dia e venceria no dia 12 de janeiro de 2020. A Inspeção Anual de Manutenção também estava regularizada e teria que ser renovada no dia 24 de junho de 2020.

INVESTIGAÇÃO

Após o acidente, policiais militares foram acionados para fazer o atendimento da ocorrência. A área onde o avião caiu fica a aproximadamente dois quilômetros do aeroporto da cidade. O piloto teria revelado aos PMs que havia decolado, percebeu um problema, tentou retornar para pousar na pista, mas não teve tempo hábil. Para facilitar o pouso de emergência, ele optou por não baixar o trem de pouso.

Equipes da perícia técnica, além do delegado da Polícia Civil de Penápolis também estiveram no local. O laudo deverá ficar pronto em até 30 dias. Um inquérito foi aberto para dar andamento às investigações.

Por outro lado, o Cenipa (Centro de Investigação e Prevenção de Acidentes Aeronáuticos) também foi acionado e chegou ao município durante a tarde. A partir de agora, os homens da Aeronáutica vão tentar apurar o que realmente aconteceu e prevenir que outra situação do tipo aconteça.

TESTEMUNHA

A reportagem do jornal O LIBERAL REGIONAL esteve no local do acidente e conversou com o trabalhador rural Luiz Alexandre. Ele mora a apenas 500 metros de distância e viu o avião sobrevoando a região bem baixo.

“Quando ele pegou o rumo da minha casa, eu percebi que a hélice começou a falhar, fazendo um barulho estranho. Eu até comentei com a minha mulher que ia cair”, revelou.

Em questão de minutos, a aeronave não se sustentou mais. “Depois, eu vi que o piloto ainda tentou fazer uma curva na direção da pista do aeroporto, mas não conseguiu e caiu. Só deu pra enxergar a poeira no meio da cana”.

O trabalhador rural foi até mais perto para ajudar e já encontrou o piloto fora da aeronave e andando. “Ele só estava reclamando de dores nas costas. Disse para mim que era de São Paulo e saiu de Penápolis, onde ia pousar em Lins para abastecer”, disse em entrevista.


Compartilhe esta notícia!

Veja também

Dupla é presa após roubo de celular

Compartilhe esta notícia!Dois rapazes foram presos na tarde de terça-feira (3) depois de roubarem o …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *