18.2 C
Araçatuba
segunda-feira, maio 16, 2022

Passeata marca Dia Nacional de Enfrentamento ao Abuso e à Exploração Sexual

Abuso não, infância sim. Com esse grito de alerta, aproximadamente cem pessoas, entre alunos das escolas municipais de ensino de Birigui e integrantes de entidades assistenciais do município, fizeram uma caminhada pelas principais ruas e avenidas da área central da cidade para alertar a população sobre o enfrentamento ao abuso e exploração sexual infanto-juvenil.

A Secretaria Municipal de Assistência e Desenvolvimento Social de Birigui, por meio do Creas (Centro de Referência de Assistência Social), realizou nesta semana ações alusivas à campanha. O Dia Nacional de Enfrentamento ao Abuso e à Exploração Sexual de Crianças e Adolescentes foi comemorado ontem (18).

A passeata teve início por volta das 8h30 na praça James Mellor. Os participantes percorram quase um quilômetro entre as principais ruas da região central em direção à praça Dr. Gama, onde a atividade foi encerrada com distribuição de materiais relacionados a campanha, além da formação de um círculo com todos unidos, celebrando a importância da denúncia para esses tipos de casos. No meio do percurso, muitos comerciantes e populares que faziam compras nas lojas do centro pararam para observar o movimento.

ATIVIDADES
Na última quarta-feira (16) a campanha contou com palestras de sensibilização e distribuição de materiais educativos para as famílias referenciadas nos Cras dos bairros Thereza Maria Barbieri e Quemil. Já na quinta-feira (17), a atividade aconteceu nos Cras dos bairros Jardim Estoril e Portal da Pérola 2.

ATENDIMENTO
Birigui registrou 50 casos de abuso sexual contra crianças e adolescentes entre janeiro de 2017 e abril deste ano. Por meio do Paefi (Serviço de Proteção e Atendimento Especializado a Famílias e Indivíduos), o órgão acompanha as vítimas e famílias em situação de violação de direitos. A equipe técnica do Creas é composta por assistente social, psicólogo e advogado.

O Disque 100 é a principal arma contra o abuso e exploração sexual infantojuvenil. O serviço telefônico gratuito funciona 24 horas, nos sete dias da semana. Denúncias podem ser feitas ainda no Conselho Tutelar de Birigui – pelos telefones (18) 3644-8664 e 3644-8691 – ou na Guarda Civil Municipal – (18) 3641-8088.
DIA 18 DE MAIO

A data foi escolhida como dia de mobilização contra a violência sexual porque em 18 de maio de 1973, na cidade de Vitória (ES), um crime bárbaro chocou todo o país e ficou conhecido como o “Caso Araceli”. Esse era o nome de uma menina de apenas oito anos de idade, que teve todos os seus direitos humanos violados, foi raptada, estuprada e morta por jovens de classe média alta daquela cidade.

Vitor Moretti

Ultimas Noticias