Indígenas de aldeia em Braúna são vacinados contra a Covid-19

Compartilhe esta notícia!

Mais de cem indígenas de uma aldeia localizada em Braúna, na região de Araçatuba, foram vacinados contra a Covid-19 na sexta-feira (30). A escolta das doses foi feita por policiais militares do CPI-10 (Comando de Policiamento do Interior).

A reportagem do jornal O LIBERAL REGIONAL apurou que oito agentes de saúde se deslocaram até a Aldeia Icatu e realizaram a vacinação em uma escola no local. Três desses profissionais são da própria aldeia. O local abriga índios das etnias caingangue e terena. Desde o começo da pandemia de coronavírus, 11 indígenas foram contaminados pela Covid-19, mas todos se recuperaram, apesar que muitos precisaram ficar internados, alguns até mesmo na UTI (Unidade de Terapia Intensiva).

Por meio de uma nota, a Polícia Militar informou que tem uma missão constitucional para levar paz e esperança à toda população, sem diferença de credo, seco, cor e raça. “Mais uma vez a instituição mostrou isso e escoltou as vacinas contra o novo coronavírus até a aldeia indígena de povos caingangues e terenas. Todos foram vacinados contra a Covid-19”, continuou.

Por fim, a PM agradeceu pela parceria. “Foram momentos especiais em que policiais militares do Segundo Batalhão de Polícia Militar do Interior, pertencente ao Comando de Policiamento do Interior Dez, puderam fazer a diferença à população indígena de nossa região”, concluiu.

A chegada de novas doses de vacina contra a doença até Araçatuba ocorreu com escolta do Batalhão de Choque da capital paulista. A partir do momento que a vacina tem que ser transportada para outras cidades pertencentes à região administrativa da cidade, os policiais militares da própria localidade são responsáveis pela chegada em segurança do imunizante.


Compartilhe esta notícia!

Veja também

Morre a pioneira andradinense Almerinda Dourado de Matos

Compartilhe esta notícia!DA REDAÇÃO – ANDRADINA Faleceu na noite de quarta-feira (24), em Araçatuba, a …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *