Home Cidades Grávida é esfaqueada pelo marido e bebê morre

Grávida é esfaqueada pelo marido e bebê morre

3 minutos de leitura
Compartilhe esta notícia!

DA  REDAÇÃO – TRÊS LAGOAS

Na madrugada dessa terça-feira (10), uma mulher de 41 anos, foi esfaqueada várias vezes pelo marido. A mulher, que estava grávida de seis meses, teria pedido para cuidarem de suas filhas, dizendo que iria morrer. O próprio marido a levou para o hospital e foi preso em flagrante. Devido à gravidade dos ferimentos, a mulher foi submetida a uma cesariana de emergência para tentar salvar o bebê. No entanto, mesmo com todos os esforços da equipe médica, o bebê morreu poucas horas depois. A mulher continua internada em estado grave na UTI do Hospital Auxiliadora.

De acordo com o que foi apurado pela reportagem, o casal mora no condomínio Cleide Maria e por volta 2h20, um dos condôminos ligou para a polícia dizendo ter visto muito sangue no corredor. Quando a equipe se deslocava para o condomínio, chegou a informação da mulher ferida que deu entrada no Hospital Auxiliadora. A equipe foi para o hospital e prendeu o homem, de 44 anos. A mulher apresentava ferimento no pescoço e nas mãos, o que evidencia movimento de defesa. O homem apresentava ferimento superficial no ombro. Ele disse que foi esfaqueado pela mulher, mas ha suspeita que ele mesmo tenha se ferido.

Testemunhas relataram que viram a mulher se arrastando pelo corredor perdendo muito sangue e o homem ainda estava no apartamento. Ao perceber que tinha sido visto, o homem decidiu socorrer a mulher, levando-a ao hospital, onde foi preso.

Ao ser questionando sobre o motivo do crime, ele teria dito apenas que foi por “pura ignorância”.

 

SOC ORRO

A mulher deu entrada no hospital em estado grave. Devido à perda de sangue, a mulher sofreu uma parada cardíaca e foi reanimada. Em seguida foi submetida à cesariana para a retirada do bebê. Mesmo diante dos procedimentos médicos o bebê morreu.

 

CRIANÇAS

Uma vizinha, que ouviu a mulher pedindo para cuidarem de suas filhas, telefonou para um irmão da vítima, que foi ao local e levou as crianças.

 


Compartilhe esta notícia!