Dois homens são assassinados a tiros no fim de semana

Compartilhe esta notícia!

O fim de semana foi marcado por muita violência na região de Araçatuba. Duas pessoas foram mortas a tiros. A Polícia Civil abriu inquérito para investigar os crimes, mas até agora nenhum suspeito foi localizado.

Em Araçatuba, o auxiliar geral Rodrigo Aparecido Simão de Sousa, de 26 anos, foi encontrado morto na manhã de domingo dentro da quadra de futebol da Escola Estadual Conjunto Habitacional Ezequiel Barbosa, localizada na rua Serviliano da Silva Júnior.

De acordo com informações do boletim de ocorrência, a Polícia Militar foi acionada por vizinhos, que horas antes teriam escutado disparos de arma de fogo. Uma equipe do Samu (Serviço de Atendimento Móvel de Urgência) e do Resgate foram acionadas para o atendimento, mas chegando lá constataram a morte do rapaz.

Testemunhas contaram que por volta das quatro horas da manhã escutaram uma discussão. Em determinado momento, a vítima teria dito que não era preciso matá-la. Na sequência, os estampidos surgiram. Por medo do que poderia ser os vizinhos só chamaram os policiais durante as primeiras horas do dia.

Uma irmã de Sousa contou em depoimento que morava com ele na mesma residência e durante a noite o irmão dormia normalmente, mas o celular não parava de tocar. Ela também foi dormir e a última vez que o viu com vida foi no sofá da sala.

Na cena do crime, a polícia não conseguiu encontrar o celular da vítima. Existem câmeras de segurança na escola, mas elas não estavam funcionando. A DIG (Delegacia de Investigações Gerais) já iniciou os trabalhos investigativos, mas até agora ainda não tinha pistas sobre a autoria.

O corpo do auxiliar geral foi encaminhado para o IML (Instituto Médico Legal), onde passou por exame necroscópico. O laudo deverá ficar pronto em até 30 dias. O sepultamento ocorreu na tarde dessa segunda-feira (2), também em Araçatuba.

BIRIGUI

Ainda durante a madrugada de domingo, um homem identificado como Murilo Pessoa Vieira da Silva, 37 anos, foi morto a tiros dentro de uma lanchonete localizada na Avenida Nove de Julho.

Testemunhas contaram em depoimento que estavam no estabelecimento comercial quando um indivíduo desconhecido entrou no local, chamou a vítima pelo nome e passou a atirar. Na sequência, o suspeito fugiu.

Silva chegou a ser socorrido por uma equipe do Resgate até o pronto-socorro, mas não resistiu aos ferimentos e morreu minutos depois. O corpo foi sepultado na manhã de segunda. Ele deixou a esposa e três filhos. A Polícia Civil da cidade também investiga o assassinato.


Compartilhe esta notícia!

Veja também

Polícia Civil de Buritama esclarece tentativa de latrocínio

Compartilhe esta notícia!A Polícia Civil de Buritama prendeu na manhã dessa quarta-feira (5) três homens …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *