14.4 C
Araçatuba
quarta-feira, maio 18, 2022

Com duas mortes e muitos casos, Saúde de Araçatuba reconhece epidemia de dengue

DA REDAÇÃO – ARAÇATUBA

O boletim semanal divulgado pelo setor de Vigilância Sanitária de Araçatuba nessa semana apontou 725 casos positivos da doença. Com isso, Araçatuba chegou a 1652 casos positivos em quatro meses de 2022 contra 631 no mesmo período do ano passado. Isso representa um aumento de 161,80% no número de casos. Diante disso, a Secretaria municipal de de Saúde informou que a cidade passa do quadro de alerta máximo, para um quadro de epidemia de dengue. Além dos 1652 casos, foram confirmadas duas mortes. 

“A Saúde informa ainda que os agentes de endemias fazem constantes visitas nas residências, com intuito de fiscalizar e informar a população dos cuidados necessários para evitar a proliferação do mosquito Aedes Aegypti”, informou nota da Prefeitura.

“Nossas equipes estão nas ruas todos os dias, principalmente nas regiões onde prevalece o maior número de casos, orientando a população e realizando controle de criadouros. Foi desenvolvida uma campanha de conscientização, que explica os principais cuidados que a população deve ter como verificar se o vaso está com água parada, entulho, bebedouro de animais, cisterna de captação de água, sendo possíveis  criadouros do mosquito do Aedes Aegypti. Outro pedido que fazemos é que a população receba o agente de endemia, muitas pessoas não abrem suas residências quando eles batem em suas portas, basta ficar atentos, pois todos usam uniformes da prefeitura e crachá de identificação”, explicou a Diretora da Atenção Básica, Cristiane Camargo.

 

Epidemia

Epidemia é a manifestação coletiva de uma doença que rapidamente se espalha, por contágio direto ou indireto, até atingir um grande número de pessoas em um determinado território e que depois se extingue após um período.

 

Transmissão

O mosquito Aedes Aegypti, transmissor da dengue, é causador também de outras doenças chamadas de arboviroses, caso da Zika e Chikungunya.

 

Sintomas

Os principais sintomas da dengue são a febre alta, dores musculares intensas, dor ao movimentar os olhos, mal estar, falta de apetite, dor de cabeça, manchas vermelhas no corpo.

 

Atendimento

Em caso de sintomas ir a uma Unidade Básica de Saúde ou ao Hospital Municipal.

 

MORTES

A primeira morte causada pela dengue na cidade foi de um homem de 50 anos, que faleceu no dia 7 de março após internação em hospital. A segunda morte confirmada era de um paciente de 77 anos que faleceu no dia 27 de março. O material foi encaminhado ao Instituto ADolfo Lutz. O resultado divulgado nessa semana foi positivo para dengue. No ano passado teve uma morte por dengue no município.

 

HISTÓRICO

Ao longo dos 12 meses de 2021, Araçatuba teve 1258 casos de dengue. Este ano, apenas em quatro meses, foram 1652. Em quatro meses, o número já superou o total do ano passado em 31,31%.

 

BRASIL

Os casos de dengue no Brasil apresentaram um aumento de 95,2% em 2022, entre 2 de janeiro e 9 de abril. A elevação é em relação ao mesmo período do ano passado. Ao todo, foram registrados 393.967 casos prováveis da doença. A taxa de incidência chegou a 184,7 casos por 100 mil habitantes. Os dados constam no último boletim epidemiológico sobre arboviroses do Ministério da Saúde, referente à semana 14. 

O médico sanitarista Cláudio Maierovitch explica que a melhor forma de prevenir a dengue é impedir a proliferação do mosquito transmissor, eliminando os criadouros. Segundo ele, cada indivíduo pode contribuir com essa ação. 

“É importante que, antes de começarem os casos mais numerosos, as pessoas já ajam para tentar eliminar condições favoráveis à transmissão. Entre elas podemos citar a presença de recipientes com água parada, que às vezes ficam nos quintais das casas, ferro velho, depósito de lixo, e muitas vezes em caixas d’água destampadas”, orienta. 

 

 

Ultimas Noticias