20.3 C
Araçatuba
terça-feira, agosto 9, 2022

Balança Comercial apresentou superávit de US$ 4 milhões no primeiro trimestre

A balança comercial de Birigui fechou o primeiro trimestre do ano apresentando um superávit comercial US$ 4 milhões de dólares. As exportações totalizaram US$ 6,49 milhões e as importações US$ 2,49 milhões.
As Informações foram divulgadas recentemente pelo Ministério da Economia a compiladas pelo Observatório de Inteligência Econômica da Sedecti (Secretaria Municipal de Desenvolvimento Econômico, Ciência, Tecnologia e Inovação) da Prefeitura Municipal de Birigui.
As exportações cresceram 0,93% comparando ao mesmo período do ano passado. Já as importações reduziram 20,95%. Foram 21 empresas exportadoras e 20 empresas importadoras que realizaram intercâmbio com o exterior.
Os principais produtos exportados por Birigui foram calçados (27% do total exportado), transformadores elétricos (25%), soja (21%) e máquinas e aparelhos para agricultura (12%). O ranking dos produtos exportados evidencia uma pauta exportadora diversificada composta por produtos industrializados e commodities.
Por outro lado, a pauta de importação está concentrada em bens intermediários (insumos, matérias primas e componentes) que são utilizados pelas empresas locais no processo produtivo e também máquinas e equipamentos.
Em relação aos principais países compradores dos produtos biriguienses os destaques foram para a Bolívia (21% do total), China (20%), Emirados Árabes Unidos (11%) e Argentina (8,5%). Já em relação as importações, os três grandes fornecedores foram a China com 41%, Uruguai (15%) e Coréia do Sul (11%).
Para o prefeito de Birigui, Cristiano Salmeirão, o resultado da balança comercial no primeiro trimestre são positivos. “Os resultados são favoráveis e os números trazem expectativas positivas para o desenvolvimento econômico da cidade de Birigui”, comentou ele.
“A diversificação das exportações locais em termos de produtos e destinos das exportações, ou seja, compradores, além da proposta da nova equipe econômica do país de ampliar a abertura da economia e integração ao mercado internacional potencializam as oportunidades para cidades como Birigui, que tem empresas preparadas para a internacionalização”, disse o secretário da Sedecti, Nelson Giardino.
O relatório apresentado integra o projeto Observatório de Inteligência Econômica, que vem sendo desenvolvido pela Prefeitura de Birigui, por meio da Sedecti. Essa estrutura é responsável por realizar estudos e pesquisas econômicas e acompanhar a evolução dos indicadores econômicos da cidade.
O objetivo é suprir as demandas de informações e conhecimento dos agentes econômicos do município e subsidiar o desenvolvimento de políticas públicas voltadas a geração de emprego, renda e ao desenvolvimento local.

DA REDAÇÃO
Birigui

Ultimas Noticias