INÍCIO - Membros de CPI dão primeiro passo para investigação da Santa Casa

Vereadores se reúnem com direção da Santa Casa para início dos trabalhos da CPI

Diego Fernandes – Araçatuba

Na manhã desta terça-feira (9) foi realizada a primeira reunião entre membros da CPI, a Comissão Parlamentar de Inquérito, da Câmara Municipal, criada para investigar a Santa Casa de Araçatuba. Eles estiveram no local que será alvo da investigação e se reuniram com a atual diretoria do hospital.
O diretor técnico do hospital, Giulio Stanco Coscina Neto, o administrador Mauro Inácio da Silva e a tesoureira Maria Ionice Zucon receberam os cinco membros da CPI, que tem como objetivo investigar a aplicação de financeiros repassados à Santa Casa pelo município.
A intenção da reunião foi fazer um primeiro contato, além de tirar dúvidas sobre a aquisição de insumos como equipamentos e medicamentos por parte do hospital.
“É de costume fazer a reunião individualmente e começar a ouvir as pessoas, mas como tem muitas pessoas envolvidas e as denúncias foram em todos os setores, tanto no Judiciário como no CRM e está tudo em julgamento e sendo apurado, nós tomamos conhecimento geral e vamos pedir documentos e analisar o que se deve ser feito e sem denegrir a imagem de ninguém”, comentou o vereador Antônio Edwaldo Dunga Costa, autor do pedido para a abertura da CPI. A declaração foi dada via assessoria de imprensa da Câmara.
Segundo Dunga, a CPI deve encaminhar ofícios pedindo documentos à secretaria municipal de saúde e ao DRS II, o departamento regional de saúde de Araçatuba. A direção da Santa Casa afirmou que vai colaborar com as investigações.
Além do vereador Antônio Edwaldo Dunga Costa (DEM), autor do pedido de abertura da CPI, estão nomeados para a comissão os parlamentares Coronel Guimarães (PSL), Evandro Molina (PP), Maurício Bem Estar (PP) e Nelsinho Bombeiro (PV). A nomeação foi publicada no dia 28 de outubro em Diário Oficial.
Pelo regimento interno da Câmara, a CPI terá um prazo de 90 dias para realizar e concluir os seus trabalhos. Existe a possibilidade de uma prorrogação do prazo por mais 90 dias.
No mês de março deste ano, durante o início da fase mais crítica da pandemia de covid-19, a Câmara Municipal de Araçatuba fez uma devolução de R$ 1,1 milhão do duodécimo para o executivo para que o dinheiro fosse investido na ampliação dos leitos da UTI Covid da Santa Casa. No total, foram abertos 10 novos espaços de atendimento, o que na época, subiu de 25 para 35 o número de leitos para tratamento intensivo, no valor de R$ 2 milhões.

Veja também

Região tem pouco mais de 72% da sua população totalmente imunizada contra a covid-19

Diego Fernandes – Araçatuba Durante esta semana, ao decidir sobre a flexibilização do uso de …

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *