27.1 C
Araçatuba
segunda-feira, junho 27, 2022

Vereador quer incluir crianças e adolescentes no dia a dia da Câmara em Araçatuba

DA REDAÇÃO – ARAÇATUBA

Em ano de eleições majoritárias para presidente, governadores, senadores, deputados estaduais e federais, a Câmara Municipal de Araçatuba pode aprovar um projeto de incentivo à formação política de crianças e adolescentes.

De autoria do vereador Luís Boatto (MDB), a proposta quer aproximar as escolas do município dos trabalhos legislativos, além de aumentar a participação popular dentro da casa de leis. 

A pauta será um dos 12 itens que estará em pauta na sessão ordinária marcada para acontecer nesta segunda-feira (30), às 19h. O texto do projeto afirma que crianças e adolescentes que estejam cursando o ensino fundamental, médio, ou cursos técnicos, poderá ter o direito de participar de sessões ordinárias através da adesão de sua respectiva escola ao programa.

A intenção é que os próprios vereadores se aproximem de escolas e as incentivem a aderir ao programa. Estas unidades escolares indicaram alunos para participar da sessão ordinária e também passar um dia acompanhando os trabalhos do gabinete do vereador incentivador da escola.

Segundo o projeto, o aluno terá até cinco minutos para utilizar a palavra nas sessões e expor ao público tudo que foi aprendido durante o dia no legislativo. 

Na justificativa do projeto, o vereador Luís Boatto afirma que com isso, crianças e adolescentes poderão entender, desde cedo, como o legislativo funciona e a importância do trabalho exercido pelos vereadores para a população. 

“A intenção de promover uma parceria entre a Câmara e as escolas possibilitando que os(as) alunos(as) participem ativamente das execuções e do dia-a-dia da Casa, propiciando ainda a estes a possibilidade de entender como o Poder Legislativo funciona, e qual a importância do papel do Vereador para a população, qual o trabalho desenvolvido e como recepcionam e cumprem as demandas encaminhadas aos respectivos Gabinetes, aprendendo a desenvolver e reconhecer dos atos políticos”, afirmou em justificativa o vereador Luís Boatto. 

O projeto será discutido e votado pelos parlamentares nesta segunda-feira, junto com outros doze itens que fazem parte da pauta de votações. 

 

 

Ultimas Noticias