Home Cidades Araçatuba Unisalesiano irá coordenar projeto de construção de réplica do Rover Curiosity da Nasa

Unisalesiano irá coordenar projeto de construção de réplica do Rover Curiosity da Nasa

4 minutos de leitura
Compartilhe esta notícia!

DA REDAÇÃO – ARAÇATUBA

O Unisalesiano irá coordenar, no Brasil, o projeto da construção de uma réplica do Rover Curiosity, da Nasa, que está em Marte para fazer exploração do planeta. O convite partiu do diretor de Educação Espacial do KSCIA Internacional Space Academy, Jefferson Michaelis.
O professor de Engenharias do Unisalesiano, Edval Rodrigues de Viveiros, conta que o interesse de Michaelis surgiu no “Science Days”, evento realizado no Unisalesiano em setembro de 2019 com a participação de profissionais da Nasa e de instituições que tratam de educação espacial.
“Dentro do ‘Science Days’ nós promovemos uma competição entre escolas estaduais em que os alunos tiveram que apresentar uma solução envolvendo tecnologia desenvolvida pela Nasa e que pudesse ser adaptada em aplicações rotineiras na Terra”, explicou Viveiros, ao ressaltar que Michaelis viu a empolgação dos alunos do Ensino Fundamental e Médio com esse tipo de assunto.
Em um e-mail enviado por Michaelis aos membros da Comissão Organizadora do “Science Days” do Unisalesiano, os professores Edval Rodrigues de Viveiros e Rodrigo Simon, consta que a ideia é apresentar as réplicas desenvolvidas pelos estudantes brasileiros na próxima edição de uma das maiores feiras de Ciência e Tecnologia do país, que deve acontecer no segundo semestre deste ano, também no Unisalesiano. Além de Viveiros e Simon, integra a Comissão do “Science Days” o docente Fernando Henrique.
De acordo com Viveiros, o próximo passo é convidar as escolas públicas de Araçatuba e região, preferencialmente aquelas que possuem período integral, para participarem do projeto.

INTERNACIONAL
Na opinião do coordenador dos cursos de Engenharia Elétrica, Mecânica e Mecatrônica, professor Nelson Hitoshi Takiy, a fidelização de uma parceria de cunho internacional se deve graças ao apoio do reitor do Unisalesiano, padre Luigi Favero, e do vice-reitor, professor André Ornellas. “Dessa forma, os cursos de Engenharias conseguiram buscar a inserção junto a organismos de pesquisa e desenvolvimento de projetos científicos além de nossas fronteiras”, ressaltou.
Para o coordenador, este é um dos trabalhos relevantes que os cursos de Engenharias do Unisalesiano proporcionam aos acadêmicos e engenheiros do futuro.


Compartilhe esta notícia!