18.1 C
Araçatuba
quinta-feira, agosto 18, 2022

Tribunal atualiza gastos com custeio de Câmaras Municipais

DA REDAÇÃO – ARAÇATUBA

A manutenção e o custeio das 644 Câmaras Municipais (exceto da Capital), distribuídas no Estado de São Paulo, custam, em média, R$ 85,96 por cidadão paulista. Ao longo dos últimos 12 meses, os valores destinados para o exercício do mandato de 6.908 Vereadores nas Casas Legislativas alcançaram a cifra de R$ 2.944.304.782,45. No período, de acordo com o portal do TCE, a Câmara de de Araçatuba gastou R$ 18.435.398,85, o que equivale a R$ 92,54 de gasto per capita. Portanto, acima da média estadual. Em Birigui, a despesa foi de R$ 7.662.729,09 e o gasto per capíta de R$ 60,77.

Com plenários que vão de nove a 34 cadeiras, as Casas Legislativas paulistas abrigam 6.908 Vereadores que representam uma população estimada em 34.252.760 habitantes, segundo dados do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) de 2021.

Os dados integram levantamento do Tribunal de Contas do Estado de São Paulo (TCESP) com base em gastos realizados pelo Poder Legislativo nas cidades do interior e do litoral do Estado paulista, e realizados entre os meses de maio de 2021 e abril deste ano.

 

Custo Legislativo

No cenário atualizado pelo TCESP, o ‘custo-legislativo’ no primeiro quadrimestre do ano – de R$ 85,96 per capita –, apresenta uma tendência de alta.

 No exercício consolidado de 2021, com gastos registrados entre janeiro e dezembro, o valor empregado por habitante registrou uma média de R$ 83,32. Em Araçatuba foi de R$ 86,14 e em Birigui de R$ 60,46.

Em 2020, ano em que a pandemia do coronavírus se disseminou, o ‘custo-legislativo’ foi de R$ 85,81 por habitante no território paulista. Araçatuba, mesmo com sessões remotas e restrições de acesso ao prédio da Câmara, o gasto per capíta foi de R$ 93.87 e em Birigui, de R$ 68,01.

 

Ultimas Noticias