FACILIDADE - Ações garantem agilidade no processo de abertura de empresas no município ARQUIVO

Tempo médio para abertura de empresas em Birigui foi de 1 dia e 1 hora no mês de junho

Compartilhe esta notícia!

 

A desburocratização e a agilidade no processo de abertura de novos negócios estão entre as diretrizes estratégicas da Prefeitura de Birigui para facilitar o atendimento àqueles que desejam empreender e para potencializar a retomada do desenvolvimento econômico do município.

Em Birigui, o tempo médio de abertura de empresa foi de 1 dia e 1 hora em junho, sendo inferior a média federal e estadual. No Brasil, a abertura de empresas levou 2 dias e 22 horas, enquanto que no Estado de São Paulo demorou 3 dias, conforme dados do Ministério da Economia.

“A agilidade no processo de instalação de novas empresas é um importante ganho competitivo ao município, trazendo reflexos positivos e efeitos multiplicadores para a economia”, afirmou o secretário da SDE (Secretaria de Desenvolvimento Econômico), Nivaldo Albani.

 

NOVOS NEGÓCIOS

No primeiro semestre deste ano houve a abertura de 1.358 empresas, sendo 1.304 microempresas, 37 empresas de pequeno porte e 17 de outras categorias. Do total das microempresas instaladas entre janeiro e junho, 1.057 (77,8%) foram de MEIS (Microempreendedores Individuais).

A diversidade dos setores produtivos é outro aspecto importante. Em destaque no ranking aparecem as empresas dos setores do comércio, serviços e indústria. Empatados em primeiro estão empresas de promoção de vendas e comércio varejista de artigos de vestuário e acessórios, com 76 unidades cada.

Na sequência destacam-se os cabeleireiros, manicures e pedicures, com 49 novos negócios, seguido pelo comércio varejista de calçados (44 unidades) e obras de alvenaria (41). A lista contém mais de 240 ramos de atividades, incluindo lanchonetes, casas de chá e sucos e serviços de entrega rápida.

Diante dos resultados positivos apresentados, o prefeito Leandro Maffeis explica que o trabalho para o desenvolvimento econômico tem por objetivo “promover um ambiente de negócios propício para a criação de novas empresas, o crescimento dos empreendimentos em atividade e a geração de emprego e renda para a população biriguiense”.

Para o secretário da SDE, os dados de tempo de abertura de empresas de junho e o de novos negócios do primeiro semestre do ano, evidenciam a recuperação gradativa da economia local e as oportunidades que a cidade oferece aos novos empreendedores. “Isso sinaliza boas perspectivas para o segundo semestre de 2021, em um contexto de crescimento da economia brasileira”, completou Albani.

 


Compartilhe esta notícia!

Veja também

Final de tarde registra ventos fortes e chuva com granizo em Araçatuba

Compartilhe esta notícia!A tão esperada chuva chegou a Araçatuba no final da tarde deste domingo …

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *