Home Cidades Araçatuba Secretário visita Araçatuba e confirma estudos para reestruturação da polícia

Secretário visita Araçatuba e confirma estudos para reestruturação da polícia

8 minutos de leitura
Compartilhe esta notícia!

ANTÔNIO CRISPIM – ARAÇATUBA

O secretário de Segurança Pública de São Paulo, general João Camilo Campos, esteve pela primeira vez em Araçatuba no exercício da função. Pouco depois das 8 horas, o secretário e comitiva foram recebidos por delegados de toda a região na Central de Polícia Judiciária. Ele conheceu todas as dependências do prédio. Depois, antes de reunir-se com os policiais para reunião de trabalho, o secretário falou rapidamente com a imprensa, quando admitiu que há estudos para reestruturação das polícias. A afirmação foi feita quando questionado sobre a possível mudança de unidades policiais de Lins, hoje vinculadas a Bauru, para Araçatuba.
“Os estudos são constantes. Nos estamos estudando a região do Vale do Ribeiro (a proposta é criar o Deinter 11 e o CPI 11). Estudar e planejar. Isso não é proibido. A gente busca sempre onde está o centro de gravidade. Isso é geopolítica. É estratégia pura. Se estudos mostrarem que é mais conveniente uma região ser colocada em outra, isso será feito. Isso quando ocorrer, ocorre para facilitar o trabalho”, disse o secretário.
Segundo o general Campos, a preocupação é reforçar a polícia no estado todo. A equipe da Segurança Pública se reúne com o governador uma vez por semana. Nestas reuniões tratamos de três questões: a gestão da inteligência, o uso da tecnologia e a valorização das pessoas. Na valorização das pessoas entra a formação, entra a remuneração e entra também a colocação de outras pessoas para que possam trabalhar. Nós temos uma deficiência no estado de São Paulo de mais de 20 mil postos de trabalho na área da Polícia Militar, na área da Polícia Civil e na área da Polícia Científica. Já estamos com concurso autorizado a fazer”, acrescentou o secretário, frisando que a ideia em todo o estado é recompor efetivos para que os trabalhos possam fluir. O general Campos disse que veio à cidade para três coisas: Conhecer, cumprimentar as pessoas que atuam na segurança pública e e agradecer pelo trabalho que fazem. Para o secretário, o desafio é garantir segurança pública à população, “que precisa e merece”.

CRIAÇÃO DA DEIC
Durante a visita, o secretário general Camilo falou também sobre a criação da Deic (Delegacia de Investigações Criminais) em Araçatuba. Ele explicou que as unidades serão criadas em toda sede de Deinter, como também, havendo disponibilidade, será criado um Baep (Batalhão de Operações Especiais) da Polícia Militar.
O diretor do Deinter 10, delegado Nelson Barbosa Filho, disse que a Deic vai substituir as delegacias especializadas Dise (Delegacia de Investigação Sobre Entorpecentes) e DIG (Delegacia de Investigações Gerais). “A maioria dos crimes está relacionada ao tráfico. Por isso, a ideia é fortalecer a investigação em uma única delegacia, com divisões internas”, disse Nelson Barbosa Filho.

a5 secretário conhecer.JPG

Delegacia do Idoso deve entrar em funcionamento até outubro
A Delegacia do Idoso de Araçatuba já está pronta e instalada, faltando poucos detalhes para entrar em operação. Segundo o delegado Seccional, Mauro Gabriel, a unidade foi criada no decreto que criou o Deinter. No entanto, não havia meios para instalação. “Recebemos autorização do Delegado-Geral de Polícia e fizemos a instalação. Agora dependemos apenas que seja inserida no sistema Prodesp para que possa funcionar”, disse Mauro Gabriel, estimando que até outubro a unidade vai entrar em operação.
As Delegacias Especializadas de Proteção ao Idoso de São Paulo oferecem atendimento às pessoas com idade igual ou superior a 60 anos onde recebem orientação e encaminhamento.
Atualmente as pessoas idosas são atendidas nas demais unidades. Com a nova delegacia, vão ter atendimento diferenciado.

INFÂNCIA E JUVENTUDE
O diretor do Deinter 10, Nelson Barbosa Filho, disse que está empenho também na instalação da Delegacia da Infância e da Juventude. “Antes não tínhamos estrutura. Agora temos os locais adequados”, disse o delegado, que não estimou uma data para instalação da unidade especializada.

A5 Gabriel, Campos e Nelson.JPG


Compartilhe esta notícia!