22.6 C
Araçatuba
quarta-feira, maio 25, 2022

Reservatórios começam encher e hidrovia pode voltar a operar em maio

ANTÔNIO CRISPIM – ARAÇATUBA

As operações da Hidrovia Tietê-Paraná estão suspensas nos reservatórios das usinas de Ilha Solteira (Rio Paraná) e Três Irmãos (Rio Tietê) desde o dia 31 de agosto do ano passado. Desde o dia 15 de setembro de 2021 os dois reservatórios chegaram ao volume útil de 0%. Em toda a longa história das duas usinas, isso só ocorreu na crise hídrica de 2014/2015. No mesmo dia, Ilha Solteira estava no nível 322,74 metros e Três Irmãos 322,96 metros. Com esse volume, além da navegação, outras atividades ficaram comprometidas, como piscicultura, irrigação e até mesmo abastecimento humano. Agora, aos poucos a situação começa a melhorar e o nível dos reservatórios está subindo. A expectativa é de que em maio a hidrovia possa voltar a operar, mesmo que ainda não na sua plenitude.
A longa estiagem do ano passado começou a refletir no nível dos reservatórios ainda no primeiro semestre. Em maio, o nível estava em média de 325 metros e o volume útil abaixo de 50% nos dois reservatórios. Isso já dava sinais de que a hidrovia poderia parar, o que efetivamente aconteceu no dia 31 de agosto, quando o nível ficou abaixo de 324,5 metros. Antes, as empresas que operam já tinham reduzido o calado das embarcações, diminuindo o volume de carga. Tudo para protelar a suspensão do trabalho.
Em meados de setembro do ano passado, a reportagem de O LIBERAL REGIONAL fez levantamento dos níveis dos reservatórios dos rios formadores da bacia do Paraná, como o Grande e Paranaíba, que têm várias usinas com reservatórios. Os únicos que estavam com volume útil de 0% eram Ilha Solteira e Três Irmãos.
No dia 18 de setembro de 2020, o reservatório de Ilha Solteira estava com volume útil de 63,47% e o nível era de 326m27 metros acima do nível do mar. Já o reservatório de Três Irmãos estava com volume útil de 58,67% e o nível era de 327,13 metros. No dia 16 de setembro de 2021, os dois reservatórios estavam com volume útil de 0% enquanto Ilha Solteira estava no nível 322,61 metros e Três Irmãos com 322,72 metros. Já em novembro de 2021, os dois reservatórios ficaram abaixo de 320 metros.
Com a redução do nível dos rios, os córregos alagados secaram. O Córrego Lafon, na primeira ponte da estrada Caram Rezek, em períodos normais chega a ter aproximadamente 80 metros de largura e ficou apenas um filete de água, com menos de três metros e bastante raso. Há pontos em que a margem do Rio Tietê recuou quase 200 metros.
Devido ao recuo do rio, a GS Inima Samar teve de colocar em operação da balsa com bombas para captação de água, já que seu sistema convencional ficou comprometido.

RECUPERAÇÃO
Com elevado volume de chuva nas cabeceiras dos principais rios formadores da Bacia do Rio Paraná, começou o processo de recuperação. Porém, seguindo um programa estratégico, o Operador Nacional do Sistema (ONS), que gerencia o nível dos reservatórios, a princípio elevou o nível de outras usinas nos rios Grande e Paranaíba (formadores do Paraná) e do Tietê. Agora, lentamente iniciou o processo de recuperação dos reservatórios de Três Irmãos e Ilha Solteira. Está soltando menos água do que chega. Em Ilha Solteira, por exemplo, a vazão de afluência (chega) é de 3.879 metros cúbicos por segundo, contra 3.280 metros cúbicos por segundo defluente (sai).
No dia 1º de janeiro de 2022, o nível de Ilha Solteira era de 319,70 metros e o de Três Irmãos, de 319,93 metros. Já no dia 20 de janeiro (última atualização) Ilha Solteira estava com 320,36 metros e Três Irmãos, 320,59 metros.
Nesse sábado a reportagem esteve no porto de Araçatuba e próximo à Ponte Pio Prado. Profissionais que atuam no local afirmaram que o rio já subiu mais de um metro. Como resultado da elevação do nível, aumentou o número de pescadores, tanto no porto como em pesca embarcada. “O rio está cheio de gente pescando”, disse um experiente pescador profissional.

HIDROVIA
O presidente do Sindasp (Sindicato dos Armadores de Navegação Fluvial do Estado de São Paulo), Luizio Rizzo Rocha, disse que nessa semana manteve contato com vários órgãos em Brasília, que sinalizam a retomada da navegação para maio. “Vamos trabalhar para antecipar para abril”, disse Luízio, adiantando que o no final de fevereiro terá nova rodada de encontros em Brasília.

 

Ultimas Noticias