RECÉM-NASCIDOS - Regiões de Araçatuba e Andradina registraram mais de 1.300 novos bebês no começo do ano

Região registrou queda no nascimento de novos bebês nos dois primeiros meses do ano

Compartilhe esta notícia!

DIEGO FERNANDES  – ARAÇATUBA

A região de Araçatuba teve uma pequena queda de 5,5% no número de nascimentos de bebês nos dois primeiros meses do ano de 2021. Os dados foram divulgados pela Seade, no banco de dados on line chamado de estatísticas vitais, que traz o número de nascidos vivos e de mortes registradas desde o ano 2000 em todos os municípios do estado de São Paulo.

De acordo com as informações divulgadas, a região administrativa de Araçatuba, que inclui também a região de Andradina, registrou 1.309 nascimentos de bebês nos meses de janeiro e fevereiro. O número é ligeiramente mais baixo do que o registrado nos dois primeiros meses de 2020, quando 1.385 nascimentos foram registrados.

As mães entre 20 e 29 anos foram as que mais deram à luz a bebês nos dois primeiros do ano na região, com 626 nascimentos de bebês de mulheres nesta faixa etária, o que corresponde a pouco mais de 47% dos nascimentos dos dois primeiros meses do ano.

Outros 475 bebês são de mães entre 30 e 39 anos, 155 de mulheres com menos de 20 anos, e 52 de mulheres entre 40 e 49 anos.

O município de Araçatuba registrou o maior número de nascimentos, com 343 nascidos nos meses de janeiro e fevereiro, sendo 181 bebês do sexo masculino e 162 do sexo feminino. Na sequência, aparecem Birigui, com 198 nascimentos (107 meninos e 91 meninas); Penápolis com 108 (54 de cada sexo); Andradina com 103 (54 meninos e 49 mulheres); e Guararapes com 61 (36 meninos e 25 meninas). No total, nasceram 684 bebês do sexo masculino e 625 do sexo feminino nas cidades da região administrativa.

Apenas os municípios de Alto Alegre e Guzolândia não registraram novos nascimentos de bebês nos dois primeiros meses do ano.

Falecimentos

O número de falecimentos registrados nos municípios da região nos dois primeiros meses do ano de 2021 foi de 1.180 pessoas. Houve um crescimento de 20% nas mortes em relação ao mesmo período de 2020, quando 976 pessoas faleceram.

A pandemia do novo coronavírus contribuiu para o crescimento no número de óbitos. Somente em Araçatuba, foram 90 óbitos apenas relacionados à covid-19 nos dois primeiros meses do ano. Em janeiro e fevereiro de 2020, a região ainda não havia registrado mortes devido à doença.

Araçatuba registrou 350 falecimentos em janeiro e fevereiro deste ano, número maior do que o número de nascimentos (350). A mesma tendência foi observada no município Birigui, que teve 206 falecimentos (198 nascimentos). Em Guararapes foram 62 óbitos, um a mais em relação aos nascidos no município no mesmo período.

Em Andradina e Penápolis, o número de óbitos foi menor do que o número de nascidos. Nas duas cidades, 100 moradores faleceram em janeiro e fevereiro em cada uma.

Quatro cidades não registraram falecimento de moradores nos quatro primeiros meses do ano. Em Castilho, Luiziânia, Guzolândia e São João de Iracema, nenhum morador faleceu entre janeiro e fevereiro.

 


Compartilhe esta notícia!

Veja também

Policiais municipais e militares doam sangue no Hemocentro de Araçatuba

Compartilhe esta notícia!DA REDAÇÃO – BIRIGUII Integrantes da Polícia Municipal e da 4ª Cia da …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *