GRAVE - Com quatro mortes, o acidente de Luiziânia foi o mais grave da região

Região de Araçatuba registra pequeno aumento no número de mortes e acidentes

 

DA REDAÇÃO – ARAÇATUBA

De acordo com os dados do Infosiga SP, sistema do Governo do Estado gerenciado pelo programa Respeito à Vida e Detran.SP, a região de Araçatuba registrou aumento no número de acidentes com vítimas e óbitos nos primeiros cinco meses de 2021 em comparação ao mesmo período do ano passado, quando os índices de isolamento social por conta da pandemia da covid-19 foram maiores. Nos acidentes com vítimas, que incluem ocorrências não fatais, houve aumento de 3%: 1.788 ocorrências de janeiro a maio deste ano e 1.742 do mesmo período do ano passado.

Foram registrados 47 óbitos em 2021 e 45 no mesmo período de 2020, um aumento de 4%. De acordo com dados do Sistema de Monitoramento do Governo do Estado, a taxa média mensal de isolamento em maio de 2020 foi de 49% e de 42% em maio deste ano, uma redução de 7%.

 

REGIÃO

No período, na região os pedestres registraram 3 óbitos em 2021 e 2 em 2020. Entre ocupantes de automóvel, 30 óbitos foram registrados em 2021, enquanto no mesmo período de 2020, 20 fatalidades foram registradas. Ciclistas tiveram 1 fatalidade em 2021 e 9 registros no ano passado no mesmo período. Motociclistas registraram 11 óbitos em 2021, enquanto 14 óbitos foram registrados em 2020.

 

ESTADO

O Estado de São Paulo manteve relativa estabilidade no número de fatalidades de trânsito nos cinco primeiros meses de 2021, em comparação com o mesmo período do ano passado, quando os índices de isolamento social por conta da pandemia da covid-19 foram maiores. Dados do Sistema de Monitoramento do Governo do Estado indicam que a taxa média de isolamento em maio de 2020 foi de 49% e de 42% em maio deste ano.

Nos primeiros cinco meses de 2021 foram contabilizados 1932 óbitos por acidentes de trânsito, contra 1903 entre janeiro e maio do ano passado, um aumento de 1,5%. Com relação aos acidentes com vítimas, houve um aumento de 9,7%, passando de 64.325 casos em 2020 para 70.587 em 2021.

 

ACIDENTE

Entre janeiro e maio, o acidente mais grave foi registrado na madrugada do dia 9 de maio, na rodovia Raul Forchero Casasco (SP-419), em Luiziânia. Quatro pessoas morreram carbonizadas depois de uma batida frontal entre dois veículos. Os corpos foram levados ao IML (Instituto Médico Legal) de Araçatuba e foram liberados após identificação por DNA.

 

Veja também

Araçatuba acompanha dado nacional e registra aumento de vendas de genéricos

DIEGO FERNANDES – ARAÇATUBA Implantado no Brasil em 1999 pelo Ministério da Saúde, o medicamento …

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *