Público do Atende Fácil aumenta em 245% no último dia do Refis

O Atende Fácil de Araçatuba precisou ampliar o horário de atendimento nesta quinta-feira (31) por conta de grande volume de contribuintes que aderiram ao Refis Programa de Recuperação Fiscal do Município de Araçatuba). Com o fim do prazo, o órgão, que encerra expediente às 16h30, permaneceu aberto após as 18h para concluir o atendimento de quem já estava no local. Por volta das 17h já haviam sido emitidas 2420 senhas, 245% a mais que os 700 atendimentos que costumam ocorrer em dias normais. É um recorde para o Atende Fácil. Na quarta-feira (30), penúltimo dia para o encerramento do Refis, o volume de pessoas também foi grande: 1535 atendimentos. O prefeito Dilador Borges (PSDB) esteve no local após as 13h e permaneceu parte da tarde acompanhando o atendimento.

A diretora do Atende Fácil, Paula Petrilli, disse que até a semana passada o volume estava normal, mas a partir desta segunda-feira (28) a demanda começou a crescer e atingiu o pico na quinta. “Disponibilizamos mais cadeiras e mobilizamos nossa equipe para monitorar a recepção e cuidar dos casos preferenciais”, conta. Foram 35 pessoas atendendo, sendo 30 apenas em guichês e os demais na organização do espaço. “Mulheres com bebês e pessoas com idade acima dos 70 anos nós estamos dando mais prioridade ainda”, disse a diretora.

Os demais atendimentos oferecidos pelo órgão não foram prejudicados por conta do Refis e o tempo de espera permaneceu dentro do normal, entre 15 e 20 minutos. Porém, quem foi aproveitar o último dia do parcelamento das dívidas estava aguardando até duas horas para ser atendido, pois as senhas do Refis foram diferenciadas das dos demais procedimentos. De acordo com Petrilli não houve nenhuma reclamação. “As pessoas estão acomodadas, o ambiente é climatizado, possui banheiros, água, internet de graça”, argumenta a diretora. Por conta da grande procura dos últimos dias o Atende Fácil negociou uma “trégua” com a Arapark e conseguiu 15 minutos de tolerância para a zona azul da região do órgão.

META

A meta estabelecida pela Prefeitura de Araçatuba para o Refis foi batida em 100% antes do último dia de validade do programa. No lançamento, em primeiro de junho, a Secretaria Municipal da Fazenda almejava uma arrecadação de R$ 15 milhões, número singelo perto da dívida ativa de R$ 300 milhões. Entretanto, até terça-feira (29) haviam sido firmados R$ 24 milhões em parcelamentos e recebido R$ 6 milhões à vista, amortizando R$ 30 milhões da dívida ativa do município.

IPTU

A dívida ativa total em IPTU até junho é de R$ 120 milhões, sendo que o maior devedor acumula, sozinho, débitos de R$ 800 mil. De acordo a Fazenda Municipal, a maioria das formalizações são para pagamento dividido em 24 parcelas, que tem desconto de 50% de remissão de multas e juros, além de 50% de desconto em honorários advocatícios se os débitos já estiverem ajuizados.

De acordo com o secretário municipal da Fazenda, Josué Cardoso de Lima, a fiscalização vai aumentar e quem não aproveitou o Refis para negociar a dívida com o município está correndo o risco de ter o imóvel levado a leilão.

FERNANDO VERGA – Araçatuba

Veja também

Atamor fará visitas a hospitais de todo o Brasil a partir de 2022; fundador pede doação de novelos de lã

Diego Fernandes – Araçatuba O grupo Atamor, de Araçatuba, que realiza ações no setor oncológico …

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *