ILUMINAÇÃO - Melhoria no sistema de iluminação aumenta a segurança dos frequentadores

Prefeitura investe na melhoria da iluminação das praças

Compartilhe esta notícia!

DA REDAÇÃO – BIRIGUI

A Prefeitura de Birigui concluiu recentemente os trabalhos de melhorias nas iluminações das praças Raul Cardoso e Nossa Senhora de Fátima.

A Raul Cardoso, onde fica a antiga Estação Ferroviária (hoje sede da Secretaria de Cultura e Turismo), é bastante utilizada pelos moradores. Muitos fazem caminhada e utilizam os aparelhos de ginástica ao ar livre existentes na praça. O local também abriga vários eventos culturais.

Já a praça do bairro Nossa Senhora de Fátima, que fica em frente a igreja católica Nossa Senhora de Fátima, também é frequentado por muitos moradores daquela região da cidade.

Segundo a Secretaria de Serviços Públicos de Birigui, as duas praças receberam novas lâmpadas, todas de LED, que gera mais economia de energia.

O investimento para as melhorias foi de R$ 251.726,75, sendo R$ 167.668,49 para a praça Raul Cardoso e R$ 84.058,26 para a praça Nossa Senhora Aparecida.

O prefeito de Birigui, Cristiano Salmeirão, disse que existe um projeto para reforçar a iluminação e revitalizar todas as praças de Birigui.

Sobre a praça Raul Cardoso, o prefeito lembrou que o Executivo aguarda a liberação de uma verba do Governo Federal, destinada para revitalizar o local.

“Fizemos uma licitação para reforçar a iluminação de variados pontos de Birigui. É um projeto moderno, com instalações de pontos e lâmpadas LED. Infelizmente uma empresa que perdeu a licitação entrou na Justiça, o que irá atrasar a execução desta melhoria”, explicou o prefeito.

Segundo ele, em Birigui o Tribunal de Contas foi favorável ao processo licitatório, assim como em São Paulo. A administração aguarda o julgamento final para dar continuidade nos trabalhos.

 

 


Compartilhe esta notícia!

Veja também

Em um ano, 700 denúncias de abandono e maus-tratos de animais

Compartilhe esta notícia!ARNON GOMES – ARAÇATUBA Em um ano, Araçatuba registrou 701 denúncias de descaso …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *