PONTO DE VISTA

SISTEMA IMUNOLÓGICO, QUALIDADE DE VIDA E SAÚDE

Paulo Augusto Leite Motooka
Uma ampla rede de células, tecidos e órgãos espalhadas pelo corpo humano, constitui-se no Sistema Imunológico, o qual é o principal responsável por defender e responder pelo organismo frente às agressões e ameaças provocadas por microrganismos invasores (vírus, bactérias, fungos, etc) ou diante de infecções que comprometam a integridade do corpo humano, a exemplo dos tumores. O sistema imune atua destruindo ou inativando esses malfeitores.
Ocorre que quando o sistema imune não está em boas condições, ou seja, quando a imunidade está baixa, não suficiente para promover a proteção e reagir de modo eficaz produzindo anticorpos contra os invasores o corpo ficará mais vulnerável e reagirá por meio do desencadeamento de doenças inflamatórias ou infecciosas tais como: gripes, resfriados, amigdalites, estomatites, infecções na pele, otites, herpes, etc.
Nesse sentido, um Sistema Imunológico fortalecido torna-se essencial para a preservação do equilíbrio do corpo (homeostase), por esta razão a adoção de um estilo de vida saudável favorece esse sistema de defesa natural. Isso significa não fumar, manter uma dieta equilibrada, praticar exercícios físicos, manter o peso adequado, se consumir bebidas alcoólicas fazer moderadamente, ingerir água diariamente, tomar banho de sol (vitamina D), ter boas noites de sono e controlar o estresse. Alguns sinais indicam que o sistema imune está fraco, são eles: febre, cansaço excessivo, diarreia, náusea e vômitos, etc.
Por outro lado, comportamentos de mitigação de contágio de doenças são importantíssimos, especialmente diante de um cenário generalizado de enfermidade epidêmica (pandemia de Covid-19), pois isto favorecerá a proteção daquelas pessoas que possuem um Sistema Imunológico mais fraco, a exemplo dos idosos e pessoas portadoras de AIDS, obesas, diabéticas, alcoólatras, anêmicas, desnutridas, em tratamento quimioterápico, outras.
Esses comportamentos mitigadores fazem muita diferença e apesar de poderem causar desconfortos são adaptáveis com certo esforço, diante das situações que exigem evitar lugares públicos fechados (shopping, supermercados, templos e igrejas, cinemas, etc), lavar as mãos frequentemente com água e sabão ou higienizar com álcool em gel, evitar apertos de mãos, beijos e abraços, manter distâncias de 1 a 2 metros das pessoas, cobrir a boca com cotovelo ao tossir, etc.
Importa dizer que as condições psicoemocionais de uma pessoa podem afetar demasiadamente o sistema imunológico. Em tempos de noticiários carregados de informações e imagens tristes como o falecimento de pessoas conhecidas e parentes, que geram insegurança, medo, ansiedade, pânico e ainda de isolamento social, muitos sentimentos poderão emergir ao longo do tempo comprometendo a saúde mental e por consequência o bem-estar físico e social. Entender o momento, direcionar os pensamentos para eventos que remetem a sensações prazerosas entre outros recursos mentais contribuirá para o fortalecimento do sistema imune. Transtornos mentais adoecem o EU físico e social.
Compreender a importância do Sistema Imunológico e cuidar da saúde por meio de um estilo de vida saudável garante certamente uma boa Qualidade de Vida e Saúde para todos.
Coronel PM PAULO AUGUSTO LEITE MOTOOKA
Comandante do Policiamento Ambiental do Estado de São Paulo
Doutor em Ciências Policiais de Segurança e Ordem Pública
Especialista em Direito Ambiental e Bacharel em Psicologia

Veja também

Aluguel até R$ 1.250 foi opção de 60% dos inquilinos na região de Araçatuba

DA REDAÇÃO – ARAÇATUBA A locação de imóveis residenciais cresceu 8% em novembro em comparação …

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *