RIGOR - Faíscas que saíam do sistema rodante da máquina provocou o incêndio DIVULGAÇÃO

Polícia Ambiental aplica multa de R$ 72 mil por incêndio

Compartilhe esta notícia!

DA REDAÇÃO – ARAÇATUBA

Durante patrulhamento rural nessa sexta-feira (10), em Araçatuba, uma equipe da Polícia Ambiental avistou fumaça de queimada próximo a uma colhedora de cana que estava em operação. De imediato foi realizada fiscalização e, constatado que a colhedora, deu causa ao incêndio, devido a faíscas do material rodante da máquina. Estas faíscas atingiram a cana que estava sendo colhida, dando origem ao incêndio, que tomou grandes proporções.

Os policiais constataram também que o operador da máquina utilizou o equipamento do sistema anti-incêndio e dois extintores que estavam ao lado do equipamento para evitar que o fogo destruísse a colhedora. 

Diante dos fatos e identificado que a colhedora pertence a um grupo de usina, sendo que o fogo atingiu 54,8 hectares de cana-de-açúcar, 1,96 hectare de pasto e área comum e 2,1 hectares de APP em estágio pioneiro, foram tomadas as medidas administrativas e elaboração dos autos de infrações ambientais no valor total de R$ 72.510,00.

 

 


Compartilhe esta notícia!

Veja também

Polícia Rodoviária Federal apreende quase uma tonelada de maconha em Penápolis

Compartilhe esta notícia!DA REDAÇÃO – PENÁPOLIS No início da tarde de domingo (26), equipe da …

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *