COMPETIÇÃO - O que era apenas terapia transformou-se em esporte HELOÍSA ALVES

PCDs se destacam em competição da ABQM

Compartilhe esta notícia!

O último dia do 30º Congresso Nacional da ABQM (Associação Brasileira de Criadores de Cavalo Quarto de Milha) teve como um dos destaques a participação de pessoas com deficiência (PCDs). Sete paratletas participaram das provas de Paratambor, uma adaptação dos 3 Tambores, no evento realizado de 26 de maio a 6 de junho, no Complexo Esportivo Equestre do Recinto de Exposições Clibas de Almeida Prado, de Araçatuba (SP).

A maior raça equina do mundo foi a primeira a lançar uma modalidade paratleta nas competições do cavalo Quarto de Milha realizadas no Brasil. As provas para PCDs são divididas em quatro níveis (Handcap 1, 2, 3 e 4) e são realizadas pela ABQM desde 2016. Mais do que uma categoria, para os amantes dos cavalos o paratambor proporciona oportunidade para todos e conta histórias de superação, como as de Gustavo Diniz e de Murilo Carleto.

 

Campeões

Diagnosticados com Transtorno do Espectro Autista (TEA), os dois praticam equoterapia em Carapicuíba (SP) desde 2010. Com a evolução e o bom desempenho nas sessões, em 2016, Gustavo e Murilo passaram a competir, e, em 2017, a participar dos eventos da da ABQM. No 30º Congresso, Gustavo foi campeão no nível Handcap 2, e Murilo, no Handcap 4. Os dois competiram com o mesmo cavalo, Rey James ZD (de propriedade de Cledson Rodrigues, que firmou parceria com a hípica), e são treinados por Eliane Cristina Baatsch e equipe (Gabriel Martins, Cledson Rodrigues e Manoel Jesus).

A equoterapeuta e instrutora de equitação explica que o trabalho é específico, minucioso e técnico. “É preciso muito treinamento e dedicação, pois o animal precisa compreender o paratleta em seus comandos adaptados, que são diferentes do seu treinamento tradicional”, afirma Eliane.

Segundo a profissional, Gustavo e Murilo começaram o tratamento como intervenção terapêutica, com o objetivo de melhorar o quadro diagnóstico, mas o esporte acabou fazendo diferença na vida dos dois. “Trabalhar com estes atletas é prazeroso e surpreendente, pois eles são autoconfiantes, aceitam os desafios e superam os seus limites em cada competição, não importando a classificação final”, diz a instrutora.

 

Equoterapia

Método terapêutico que utiliza o cavalo, as técnicas de equitação e as práticas equestres, além de uma abordagem interdisciplinar das áreas de equitação, saúde e educação, a equoterapia busca o desenvolvimento biopsicossocial de pessoas com deficiências físicas, intelectuais e social. Regulamentada pela Ande-Brasil (Associação Nacional de Equoterapia), a técnica também é regulamentada e reconhecida pelo CFM (Conselho Federal de Medicina).

Os animais devem ser treinados para a montaria e a aceitação de materiais equestres adaptados, pedagógicos e fisioterapêuticos, além de equipamentos para a equitação e equoterapia. Para aqueles que avançam para o paratambor, é necessária classificação funcional para os handcaps.

 

30º Congresso da ABQM

A 30ª edição do Congresso Brasileiro do Quarto de Milha bateu recorde de inscrições. Mais de 8,5 mil conjuntos foram inscritos nas provas da Associação Brasileira de Criadores de Cavalo Quarto de Milha (ABQM). As competições foram restritas aos competidores e às equipes técnicas, sem a presença de público.

Conjuntos de 16 estados brasileiros, formados por 1,2 mil competidores e 2,2 mil animais, entraram nas pistas almejando prêmios em dinheiro, 1,3 mil troféus e 385 fivelas. “Garantimos nestas provas mais de R$ 1,5 milhão. A arrecadação em inscrições chegou a R$ 2 milhões, que voltam proporcionalmente às categorias das 18 modalidades do congresso. Mérito do cavalo Quarto de Milha e de toda a família quartista”, comemorou o presidente da ABQM, Caco Auricchio.

Além do recorde em inscrições, modalidades do Congresso Brasileiro apresentaram crescimento expressivo no número de participantes. Dentre elas, estão: Apartação (36,9%), Breakaway (107,1%), Laço Cabeça (49,1%), Laço em Dupla (68,3%), Laço Individual (18,1%), Laço Pé (18,1%), Ranch Sorting (41,7%), Team Penning (59%), Três Tambores (3,9%) e Working Cow Horse (11,8%).

 


Compartilhe esta notícia!

Veja também

Prefeito reúne Procon e Sanesul para mediar situações conflitantes

Compartilhe esta notícia!DA REDAÇÃO – TRÊS LAGOAS Em reunião ocorrida na terça-feira (22), no gabinete …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *