SOLIDARIEDADE - Padre Orivaldo Pereira (ao centro) e fieis de paróquia preparam marmitas para entrega à famílias carentes no domingo de Páscoa DIVULGAÇÃO

Paróquia de Araçatuba faz entrega de 1.200 marmitas no domingo de Páscoa

Compartilhe esta notícia!

DIEGO FERNANDES – ARAÇATUBA

Com o objetivo de se solidarizar com famílias menos favorecidas de Araçatuba, a Paróquia Senhor Bom Jesus da Lapa resolveu comemorar a Páscoa de forma diferente neste domingo. Ainda que sem a tradicional missa de Páscoa presencial, na sede da paróquia, os fieis da igreja se comprometeram a doar marmitas para pessoas carentes. O objetivo é que todos compartilhem de uma boa alimentação neste domingo em que os católicos celebram a ressurreição de Jesus Cristo.

Cerca de 400 casais que frequentam a paróquia ficaram responsáveis por preparar três marmitas cada, totalizando 1.200 “quentinhas”, que serão distribuídas para famílias dos bairros Engenheiro Taveira, Santa Luzia e São Benedito. O trabalho já foi feito em outros anos e, neste ano, o segundo em que o período do chamado Tríduo Pascal está se passando dentro da pandemia, a missa para celebração da Páscoa e consagração das marmitas será feita online.

“É a Páscoa da caridade, o dia mais importante para nós, cristãos católicos, nós queremos vivenciá-lo partilhando dos alimentos com aqueles que nada tem”, explicou o padre Orivaldo Pereira Filho, pároco da paróquia Senhor Bom Jesus da Lapa, em entrevista concedida à Clube FM e ao jornal O LIBERAL REGIONAL.

As marmitas serão preparadas de forma separada, com cada fiel fazendo na sua casa, evitando assim a reunião de pessoas durante a pandemia. Logo depois da missa, os próprios fieis irão até as casas que lhe foram designadas para distribuição das marmitas.

“Funciona do seguinte modo, cada um vai preparar na sua própria casa os alimentos, na hora da missa, no final, transmitida online, não presencial, por todo o cuidado que a gente tem com os protocolos da Vigilância Sanitária, eles vão apresentar diante da televisão as marmitas, nós vamos abençoar, e cada um vai destinar para estes lugares. Quando chegar lá não terá nenhum contato direto, nós colocaremos em um lugar de frente à casa, onde estará entregue e a família estará esperando estes alimentos”, explicou o padre.

De acordo com o padre Orivaldo Pereira Filho, foi feita uma triagem para que fossem selecionados os fieis que mais necessitam para serem beneficiados com a doação.

Atualmente, a paróquia Senhor Bom Jesus da Lapa atende, mensalmente, 120 famílias que são assistidas com cestas básicas, cobertores e medicamentos. São famílias cadastradas e que são acompanhadas por equipes de fieis da paróquia.

A missa de Páscoa e de consagração das marmitas antes da entrega para as famílias carentes ocorrerá a partir das 9h e terá transmissão online, através das redes sociais da paróquia.

Páscoa na pandemia

O padre Orivaldo Pereira Filho se mostrou bastante chateado com o momento da pandemia, mas lembrou que o domingo de Páscoa, que foi precedido da sexta-feira santa e do sábado de aleluia, são o período mais importante para a igreja católica, por relembrar o período de morte e ressurreição de Jesus Cristo.

“Na verdade nós chamamos Semana Santa, ou Semana Maior, porque nós vivenciamos passo a passo com Jesus os momentos mais importantes da vida dele, então, significa voltar ao primeiro amor, fortalecer em nós os valores cristãos e o fundamento pelo qual nós seguimos Jesus, nosso Senhor” explicou o padre. “Já desde o ano passado, este ano ainda pior, nós estamos mais entristecidos por este ano de pandemia, mas será assim, sem a presença, mas fazendo tudo aquilo por meio da transmissão online. Para nós Cristão católicos é o dia mais importante da vida cristã que é a Semana Santa e as cinco semanas da quaresma”, afirmou explicando sobre a celebração ser feita de forma online.

Com relação à pandemia de coronavírus, padre Orivaldo Pereira conforta os fieis católicos e relaciona o momento com uma passagem bíblica, onde o povo de Israel passou anos atravessando o deserto até chegar à Terra Prometida.

“Eu sempre lembro o deserto, o povo de Israel atravessou o deserto para chegar à Terra da Promessa. A pandemia, por mais rastro de dor que ela tem deixado, nós temos que olhar pra frente, seguir sem desanimar, lutar, tomar todo o cuidado, porque juntos nós vamos vencer, essa pandemia vai passar”, tranquilizou o padre.

ASSISTÊNCIA – Paróquia Bom Jesus da Lapa atende cerca de 120 famílias mensalmente
DIVULGAÇÃO

Compartilhe esta notícia!

Veja também

Nova onda de frio chega hoje e pode provocar geadas na região

Compartilhe esta notícia!ANTÔNIO CRISPIM – ARAÇATUBA Há quase um mês a região vivia a primeira …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *