27.1 C
Araçatuba
segunda-feira, junho 27, 2022

Obras de infraestrutura e redução de perdas em Araçatuba devem custar até R$ 80 milhões à concessionária

DIEGO FERNANDES – ARAÇATUBA

Em até 18 meses, a GS Inima Samar planeja investir até R$ 80 milhões em obras no sistema de água e esgoto em Araçatuba. A projeção foi feita pelo diretor técnico da empresa, Eduardo Caldeira, em entrevista ao jornal O LIBERAL REGIONAL concedida na última semana, durante a entrega dos prêmios do concurso de desenho feito pela concessionária.

Caldeira afirma que neste ano o grande foco da empresa tem sido na montagem da infraestrutura para obras do município. Ele cita, por exemplo, as obras de prolongamento da avenida Pompeu de Toledo, que já contam com grande investimento no setor de água e esgoto.

Outra obra citada por Caldeira que deve ser concluída neste ano é a Estação de Tratamento de Água 4, a ETA 4, no Baguaçu, além das obras de redução de perdas e a instalação de quilômetros de emissários de esgoto.

Segundo o diretor técnico da GS Inima Samar, a intenção é sempre ter um melhor cenário dos dois serviços, água e esgoto, ao final de cada ano.

“Olha, esse ano a gente pretende terminar a Estação de Tratamento de Água, a ETA 4 lá no Baguaçu, essa estação vai finalizar com um investimento de cerca de R$ 40 milhões. Considerando os investimentos e as outras intervenções, entre 12 e 18 meses teremos um montante de pelo menos R$ 70 milhões investidos”, afirmou Caldeira.

Ao citar as obras, Caldeira lembra o acompanhamento das obras na Pompeu, além de citar intervenções próximas à rodovia Marechal Rondon como alguns dos principais serviços da concessionária.

“Nós estamos fazendo a infraestrutura de água e esgoto acompanhando as obras da Pompeu de Toledo. Estamos com uma obra grande próximo à ViaRondon, uma obra de manutenção e investimento em emissários de esgoto também muito importante, emissários profundos. Nós temos mais alguns quilômetros de emissário para serem implantados este ano. E temos investimento em redução de perdas, são investimentos em setorização, distribuindo melhor a água por toda a cidade”, enumerou.

Em sua fala, Eduardo Caldeira afirma que foco, a cada ano, é melhorar o cenário em relação ao ano anterior, reduzindo as perdas de água, com objetivo de ter condições de enfrentar os períodos de escassez hídrica.

“Esse ano nós temos um foco especial que é a melhoria da infraestrutura visando a parceria e o acompanhamento das obras da prefeitura. Esse movimento é muito importante neste ano, estamos focados nestas intervenções e também focado nas intervenções de esgoto. Temos reduzido às perdas de água. Isso garante no fim do ano uma situação muito melhor do que no ano passado e outros anos. A intenção é que a água não falte e que os investimentos garantam a sustentabilidade hídrica”, concluiu.

 

Previous articleO Corpo de Cristo
Next articleSobre desacelerar

Ultimas Noticias