Home Cidades Araçatuba Morre o deputado federal Luiz Flávio Gomes

Morre o deputado federal Luiz Flávio Gomes

7 minutos de leitura
Compartilhe esta notícia!

ARNON GOMES – ARAÇATUBA

Morreu na madrugada de ontem, aos 61 anos, o jurista e deputado Luiz Flávio Gomes. O parlamentar, que era nascido em Sud Mennucci, na região de Araçatuba, lutava contra uma leucemia, diagnosticada em setembro do ano passado.

Um mês antes de ter descoberto a doença, ele esteve em Araçatuba. Na visita, ocorrida em 3 de agosto de 2019, ele havia anunciado uma emenda para custeio, a fim de ser utilizada para pagamento de insumos e serviços médico-hospitalares utilizados e realizados em pacientes do SUS (Sistema Único de Saúde).

Ainda naquela visita, ele se disse comprometido com o empenho dos funcionários que ali trabalham. E ressaltou: “A Santa Casa hoje é seis vezes maior do que quando me graduei”.

Luiz Flávio se formou na Faculdade de Direito de Araçatuba, ligada à então Instituição Toledo de Ensino (posteriormente, Unitoledo – Centro Universitário Toledo), em 1979. Por causa dessa ligação, mantinha grande relacionamento com figuras do meio na cidade.

Colega do jurista nos bancos universitários, a vice-prefeita Edna Flor (Cidadania) lamentou a morte dele. “Na manhã de hoje, recebi a triste notícia do falecimento do meu amigo Luiz Flávio Gomes. Dividi com ele o sonho de cursar Direito na então Faculdade Toledo. Somos da sétima turma. “, relembrou. “Juntos, vencemos desafios e ele teve merecida ascensão no mundo jurídico, destacando-se por sua ousadia de apontar novos horizontes, especialmente no Direito Penal. Ver uma citação dele nas decisões de nossos tribunais me enchia de doce orgulho.”

POLÍTICA

Com Edna, o advogado dobrou na eleição de 2018 – ele saiu candidato a deputado federal, enquanto ela, a deputada estadual. Em Araçatuba e região, fez campanha ao lado da atual vice-prefeita. Na ocasião, Luiz Flávio foi eleito, pelo PSB, com 86.433 votos.

Começava, assim, sua curta experiência na Câmara federal. Diante do diagnóstico de leucemia, precisou se afastar do cargo para tratar da doença. Antes de ser eleito deputado, no entanto, tornou-se importante voz na defesa da moralidade política. Criou o Movimento Quero um Brasil Ético, de combate à corrupção, chegando a ter milhões de seguidores nas redes sociais. Seu último livro, lançado em 2017, foi o “O Jogo Sujo da Corrupção”. Na imprensa, inclusive no jornal O LIBERAL REGIONAL, chegou a publicar artigos sobre o tema. “É preciso fazer uma faxina pelo voto”, disse ele, em visita à redação do matutino, em abril de 2018.

CARREIRA

Gomes era autor de 60 obras no campo do Direito Penal. Doutor nessa área pela Universidade Complutense de Madri, o advogado teve sólida carreira jurídica. Foi agente de polícia, delegado, promotor de Justiça e juiz de Direito. Lecionou em cursos de pós-graduação no Brasil, na Argentina e no Peru.

Em 2003, fundou a rede de ensino LFG, a primeira telepresencial do Brasil e da América Latina. Por meio dela, foram ministrados cursos preparatórios telepresenciais para concursos públicos, destacadamente nas carreiras jurídicas e fiscais.  Hoje, os cursos são transmitidos a mais de 220 cidades brasileiras, distribuídos em mais de 420 unidades pelo Brasil.

MANIFESTAÇÕES

Por tudo isso, sua morte gerou muitas manifestações nas redes sociais de colegas de profissão na região. Em nota à imprensa, assinada por seu presidente nacional, Carlos Siqueira, o PSB disse: “Marcou sua rápida passagem pela Câmara com uma intensa e qualificada produção legislativa e despontava como hábil articulador”. Finalizou Edna: “Luiz Flávio se despediu de nós e nós nos despedimos de um ser humano especial. De um jurista, escritor e do homem público que fazia da ética sua ferramenta”.


Compartilhe esta notícia!