Home Cidades Araçatuba Mesmo na quarentena, comércio da região segue funcionando de maneira discreta

Mesmo na quarentena, comércio da região segue funcionando de maneira discreta

6 minutos de leitura
Compartilhe esta notícia!

DIEGO FERNANDES – ARAÇATUBA

O decreto de quarentena imposto pelo governador João Dória (PSDB) em São Paulo proíbe as lojas do comércio considerado “não essencial” de funcionarem até o próximo dia 10 de maio, período em que termina a segunda prorrogação deste período estipulada pelo governo estadual.

Porém, muitos comerciantes de cidades da região de Araçatuba deram um jeito de manter os seus negócios funcionando mantendo seus estabelecimentos com a porta entreaberta, com atendimento interno e avisos na porta sobre o novo funcionamento. Não é difícil encontrar, no horário comercial, muitos estabelecimentos em funcionamento nos municípios de Birigui, Penápolis e Guararapes, por exemplo.

Na manhã deste sábado, a reportagem do jornal O LIBERAL REGIONAL esteve na região central de Birigui e Penápolis e verificou várias lojas funcionando nas duas cidades.

Em Birigui, nas duas principais ruas do centro da cidade, Barão do Rio Branco e Saudades, alguns estabelecimentos estão atendendo meia porta. É o caso de uma loja de presentes que fica na esquina das ruas Barão do Rio Branco e Bento da Cruz, no centro da cidade. O estabelecimento, que vende bolsas, pulseiras, bijouterias, dentre outros acessórios, possui duas portas sendo que uma dela fica totalmente aberta e a outra permanece entreaberta.

Já na esquina anterior, com a rua 9 de julho, uma loja de móveis está funcionando com a porta entreaberta. Há inclusive uma placa indicando descontos de até 50% em produtos na loja, tentando chamar os consumidores mais receosos de gastar dinheiro neste momento. Do lado desta loja, uma floricultura também mantém as suas portas entreabertas e segue vendendo. Há, porém, um aviso na porta explicando que a loja está realizando atendimento de forma individual durante a pandemia.

Já na Rua Saudades, uma loja de roupas localizada na esquina da rua Bento da Cruz mantém a sua única porta aberta e disponibiliza álcool gel para clientes que chegam até o local.

Já em Penápolis, a movimentação comercial é ainda mais intensa do que em Birigui. Na Avenida Luís Osório, uma das principais do centro da cidade, a reportagem verificou vários estabelecimentos abertos, dentre eles duas lojas de calçados localizadas no mesmo quarteirão, entre a Avenida Dr. Ramalho Franco e a Rua São Francisco. Uma delas mantinha meia porta aberta e atendia normalmente aos clientes que chegavam no local, enquanto a outra mantinha a porta de vidro aberta, porém com uma barreira na frente feita com uma mesa e um banco de plástico, com um frasco de álcool em gel para clientes.

Na avenida Bento da Cruz, a reportagem encontrou um quarteirão inteiro onde todas as lojas de um dos lados estavam abertas e funcionando quase que normalmente. O quarteirão em questão fica entre a rua Dr. Mário Sabino e a rua Altino Vaz de Melo.

O movimento de carros no centro era intenso, com poucos lugares disponíveis para estacionamento e com muitas pessoas na rua, poucas delas utilizando máscaras.

Uma consumidora penapolense chegou a vir até nossa reportagem questionar o motivo de um caixa eletrônico de banco estar fechado. Ela precisava sacar dinheiro justamente para uma compra em uma das lojas abertas.

Tanto em Birigui quanto em Penápolis, ao menos no tempo que a reportagem passou nestas cidades, cerca de 1 hora em cada uma, nenhum tipo de fiscalização foi observado.

 


Compartilhe esta notícia!