20.3 C
Araçatuba
terça-feira, agosto 16, 2022

Mais de 4 anos após inauguração; curso de medicina do Unisalesiano cumpre papel de parceria com a saúde regional

DIEGO FERNANDES – ARAÇATUBA

Com nove semestres de história em Araçatuba, o curso de medicina do Unisalesiano já foi destaque de diversas formas e já é um ponto de apoio de extrema importância para a saúde do município.

Desde fevereiro de 2018, quando a primeira turma foi aprovada no vestibular, até este final do mês de junho, o curso já deu diversos passos importantes de apoio à comunidade. Tanto a instituição, como docentes e acadêmicos do curso já ganharam destaque com projetos e trabalhos voltados à população, inclusive com premiações.

Um dos marcos mais importantes ocorreu no começo deste ano, quando através do programa “Mais Médicos”, o Unisalesiano auxiliou na reforma de uma ala ambulatorial e de diagnóstico na Santa Casa de Araçatuba. Em fevereiro deste ano, a ala já foi inaugurada, com planos de fomentação de um modelo de excelência na saúde.

Segundo o pró-reitor de ensino, pesquisa e pós-graduação, André Ornellas, a parceria com a saúde de Araçatuba é fundamental para melhorar o atendimento à comunidade e também contribuir para a formação prática dos alunos do curso.

“Uma vez que iniciamos o Curso de Medicina, vem também a parceria com a saúde municipal e hospitalar. Nesse caso, o UniSALESIANO investe no SUS com projetos de infraestrutura (reforma e construção), aquisição de equipamentos, entre diversas melhorias”, disse Ornellas na oportunidade durante a inauguração.

Já o Padre Erondi Tamandaré, diretor-geral do Unisalesiano, também lembrou na oportunidade da preocupação da universidade com o lado humano e não só com a simples formação acadêmica profissional de seus estudantes.

“Acreditamos no bem comum, no cuidado humano e vamos formar nossos acadêmicos de uma maneira muito mais responsável, humana, ética e competente. Como dizia Dom Bosco: formar bons cristãos, honestos cidadãos e profissionais competentes”, disse à época.

Alunos

No começo do mês de junho, segundo divulgado pela assessoria de imprensa do Unisalesiano, alunos do curso de medicina criaram três protocolos para atuação na linha de saúde da mulher a serem usados pelo DRS-2, o Departamento Regional de Saúde. 

Os temas foram “Protocolo de Manejo Pré-Natal de Alto Risco”, “Protocolo de Atenção ao Pré-Natal de Baixo Risco” e “Protocolo de Manejo – Sífilis Getacional e Congênita”.

O trabalho foi realizado por cerca de 60 acadêmicos da quarta turma do curso de medicina, em trabalho que teve a orientação da docente Lucila Bistafa. 

“Sugeri à turma o desenvolvimento desse projeto que fará um bem enorme à região. Com esses protocolos, os profissionais que atuam na rede pública de saúde, por meio do DRS-2, serão capacitados para terem um direcionamento, um manual concreto de como lidar com a saúde da mulher”, explicou Lucila, que trabalha no DRS-2. “A ideia é que, até outubro deste ano, eles sejam aprovados pelo Colegiado do DRS-2”, seguiu. 

Docentes

Recentemente, dois docentes do curso de medicina do Unisalesiano, Ricardo Burato Dias e Daniele Catelan, foram premiados no evento “Destaques da Enfermagem no enfrentamento à covid-19 na Secretaria de Estado da Saúde.

O trabalho premiado foi intitulado “Regulação Covid-19: Nossa ação em resposta à vida”, que levou o prêmio do critério Inovação. 

“É uma imensa satisfação saber que valeu a pena todo o nosso esforço. Em pleno período crítico da pandemia, nós, enfermeiros, fomos além para garantir que vidas fossem salvas. Muitas vidas dependiam do nosso trabalho e fizemos o que podíamos. Demos o nosso melhor”, comemorou Ricardo Dias após a premiação, ocorrida em maio deste ano. (Com informações da assessoria de imprensa do Unisalesiano)

 

SEDE – Unisalesiano fica na rodovia Senador Teotônio Vilela, em Araçatuba
Crédito: Divulgação
PRÁTICA – Alunas em aula prática no curso de medicina em um dos laboratórios.
Crédito: Divulgação
APRESENTAÇÃO – Workshop apresentou laboratórios do curso para vestibulandos
Crédito: Divulgação

Ultimas Noticias