22.8 C
Araçatuba
quarta-feira, agosto 17, 2022

Ipem fiscaliza veículos-tanque e tacógrafos na Marechal Rondon

DA REDAÇÃO – ARAÇATUBA

O Ipem-SP (Instituto de Pesos e Medidas do Estado de São Paulo), autarquia do Governo do Estado, vinculada à Secretaria da Justiça, e órgão delegado do Inmetro, realizou nessa quinta-feira (14), fiscalização em veículos transportadores de produtos perigosos e cronotacógrafos, durante a operação “Cavalo de Aço” na rodovia Marechal Rondon (SP 300), km 527, em Araçatuba. 

Durante a operação foi realizada a fiscalização volumétrica de 15 veículos transportadores de produtos perigosos, e detectadas irregularidades em 8. Sendo certificado de verificação vencido, pontos de lacração sem os lacres, e tanque não verificado para o volume transportado. Dos 19 cronotacógrafos fiscalizados, 1 estava irregular devido o instrumento não ter o lacre na conexão do veículo. 

A operação especial integrou conjunto de ações do Ipem-SP que acontecem em todo o estado de São Paulo para verificar as condições dos veículos que transportam produtos perigosos. Na ocasião, os fiscais do instituto inspecionam cerca de 50 itens do tanque que transportam combustíveis líquidos, com objetivo de prevenir acidentes, proteger o cidadão, o patrimônio e o meio ambiente. 

Nos veículos que transportam produtos perigosos, os veículos-tanque, os fiscais do instituto inspecionam cerca de 50 itens do tanque que transportam combustíveis líquidos, com objetivo de prevenir acidentes, proteger o cidadão, o patrimônio e o meio ambiente. 

O cronotacógrafo, popularmente conhecido como tacógrafo, é um aparelho obrigatório em veículos que transportam produtos perigosos (veículos-tanque), transportadores de GLP, caminhões, veículo escolar e transporte de passageiros com mais de dez lugares, e tem a finalidade de prevenir acidentes nas rodovias ao verificar se os condutores e proprietários dos veículos estão cumprindo a legislação no uso do equipamento, garantindo a todos a segurança nas rodovias e estradas. 

Além de registrar informações do percurso, como respeito aos limites de velocidade e distância percorrida, o cronotacógrafo também registra o tempo de condução e descanso do motorista. 

Obrigatório em todos os veículos de transporte, com peso bruto acima de 4.536 kg ou com capacidade para mais de dez passageiros, o cronotacógrafo é fundamental para a segurança nas estradas, sendo considerado a “caixa preta” de caminhões, ônibus e vans escolares. 

Quando são encontradas irregularidades, o responsável pelo veículo é autuado e tem o prazo de até 10 dias úteis para apresentar defesa junto ao Ipem-SP. De acordo com a lei federal 9.933/99, as multas podem chegar a R$ 1,5 milhão.

 

 

Ultimas Noticias