PARADOS - Depois de longa espera para negociação, funcionários decidem pela greve REPRODUÇÃO

Funcionários da Cohab-Crhis entram em greve por tempo indeterminado

Compartilhe esta notícia!

DA REDAÇÃO – ARAÇATUBA

O Sindicato dos Trabalhadores nas Empresas e Cooperativas Habitacionais de Desenvolvimento Urbano do Estado de São Paulo anunciou nessa segunda-feira, que os funcionários da Companhia Regional de Habitação de Interesse Social (Cohab-Crhis) vão entrar em greve a partir desta terça-feira. A greve, aprovada em assembleia realizada na terça-feira (3), é por tempo indeterminado. 

“A greve só foi decretada porque até o momento o conselho de administração da Cohab/Crhis, que é uma empresa de economia mista intermunicipal, com a participação acionária de 34 prefeituras da região, numa atitude totalmente ditatorial e descabida, em plena pandemia de coronavírus, efetuou o cancelamento do plano de saúde de todos os funcionários e seus dependentes em 31 de agosto de 2.020, bem como se negou a efetuar a correção anual dos salários dos funcionários desde maio/2019, são praticamente três anos sem qualquer correção salarial, em uma inflação galopante, que assola a renda de todos os trabalhadores”, disse o sindicado por meio de nota.

Segundo o sindicato, “após quase um ano de negociações não cumpridas pela diretoria da Cohab/Crhis, pois o Conselho de Administração, presidido pela prefeita de Coroados, Terezinha Aparecida Castilho Varoni proibiu os diretores de efetuar negociações com o sindicato representativo da categoria, mesmo constando em pauta por diversas vezes para ser discutido em Assembléia Geral dos Acionistas, as reivindicações dos trabalhadores não foram atendidas, sendo sempre adiada para a próxima assembléia, o que corrobora a eminente falta de interesse dos acionistas em atender os pedidos dos funcionários, sendo assim, não restando outra alternativa, a não ser a reivindicação dos direitos dos funcionários através das vias judiciais, bem como a propagação de greve por tempo indeterminado”.

Os trabalhadores aguardam uma proposta por parte da direção da empresa, com autorização do Conselho de Administração, para negociar com o sindicato dos trabalhadores.

 

 


Compartilhe esta notícia!

Veja também

Salsaretti deve gerar até 600 empregos diretos com aumento de linha de produção em Araçatuba

Compartilhe esta notícia!  A empresa Salsaretti, um braço do grupo Predilecta, em Araçatuba, anunciou nesta …

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *