Faculdades adiam retorno das aulas presenciais no começo do ano letivo

Compartilhe esta notícia!

Diferentemente das escolas públicas e privadas, as faculdades decidiram adiar o retorno presencial e devem manter as aulas remotas em um primeiro momento por conta do crescimento da pandemia de coronavírus. Em Araçatuba, tanto as instituições privadas quanto às públicas vão manter o calendário dessa forma, mas ainda não sabem informar até quando.

A Unesp (Universidade Estadual Paulista), por exemplo, oferece cursos voltados às áreas de Medicina Veterinária e Odontologia em Araçatuba. Por meio de uma nota enviada à reportagem de O LIBERAL, a instituição confirmou o início das aulas de forma remota. O retorno às aulas está marcado para meados de abril.

“O calendário das unidades universitárias da Unesp para o ano letivo de 2021 está sendo planejado em alinhamento com o Comitê Unesp Covid-19, instância que durante a atual pandemia está coordenando o dia a dia na Universidade de acordo com as normas sanitárias em vigor e zelando pela segurança e pela saúde de todos da comunidade unespiana. O plano de retomada das atividades presenciais respeita as especificidades de cada
unidade universitária e, neste momento, em que observamos o recrudescimento da pandemia, o cenário mais provável para o início do ano letivo de 2021 é o prosseguimento das aulas remotas, com a manutenção das
ações de inclusão digital.”

Em dezembro do ano passado, um decreto do governador João Doria (PSDB) estabeleceu que o ensino superior poderia retomar atividades com 35% dos estudantes a partir da fase amarela do plano de flexibilização da quarentena. Da educação infantil ao ensino médio, o aval de reabertura foi dado mesmo nas fases mais restritivas (laranja e vermelha) e a maioria dos colégios está com as portas abertas. Nesta semana, a Grande São Paulo e outras regiões, como Campinas e a Baixada Santista, avançaram para a fase amarela, o que libera o retorno parcial do ensino superior. Mesmo assim, muitas instituições decidiram manter o ensino remoto.

Em Araçatuba, o cenário não é diferente quando o assunto são as escolas. Desde o início do mês, as Emebs e escolas estaduais, além das particulares, retornaram às aulas presenciais seguindo criteriosos protocolos de segurança e higiene. Atualmente, a ocupação por sala de aula é de 35%, número que deverá ser mantido até o fim de fevereiro.

FACULDADES PRIVADAS

A reportagem também apurou que as instituições privadas de Araçatuba não deverão retomar as atividades presenciais nesse começo de ano letivo. A expectativa é de que as aulas teóricas aconteçam remotamente e somente as aulas práticas sejam realizadas presencialmente.

O Unisalesiano já iniciou as atividades no dia primeiro de fevereiro. As aulas teóricas acontecem de forma on-line, já as práticas dentro da instituição, mas respeitando o limite de 35% de ocupação.

“Especificamente na área da saúde, as aulas são aplicadas no formato presencial, em clínicas e serviços essenciais que estão liberados”, informou a universidade.

DEBATE

As ações dividem opiniões de estudantes e alunos de Graduação e Pós-Graduação. Muitos estudantes dizem que sentem mais falta de debates com os outros colegas de sala, muito utilizados nas chamadas ‘salas de aula invertidas’, onde os próprios graduandos são responsáveis por serem o centro do conhecimento, com a mediação do professor e a ajuda de outros alunos em um mesmo ambiente.


Compartilhe esta notícia!

Veja também

Sepultado em Vicentinópolis o corpo da fisioterapeuta morta em acidente na Elyeser

Compartilhe esta notícia!DA REDAÇÃO – ARAÇATUBA O corpo da fisioterapeuta, Paloma Leite Malheiros, foi sepultado …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *