15.1 C
Araçatuba
sábado, agosto 13, 2022

Estudo mostra elevado índice de saneamento de Araçatuba

O sistema de saneamento básico de Araçatuba, operada pela Samar, empresa do Grupo GS Inima Brasil, está entre os destaques do Painel do Saneamento (www.painelsaneamento.org.br) divulgado pelo Instituto Trata Brasil (ITB). O estudo mostra dados sobre saneamento básico e seus impactos socioeconômicos nas 200 maiores cidades do país, usando como fonte o Censo IBGE 2017 e o SNIS – Serviço Nacional de Informações sobre Saneamento (2017). A Samar e Araçatuba entraram pelo segundo ano consecutivo no ranking das premiadas pela Associação Brasileira de Engenharia Sanitária e Ambiental (ABES) por estar entre as 29 cidades com mais de 100 mil habitantes com os melhores índices de abastecimento de água e esgotamento sanitário do país.
Na comparação com os números apurados tanto no país quanto na Região Sudeste, o município de Araçatuba se destaca. Enquanto a média brasileira de pessoas sem acesso à água tratada é de 16,6% (33,3 milhões de pessoas) e do Sudeste é de 8,7% (7,5 milhões de habitantes), Araçatuba regista apenas 1,9% (3,7 mil moradores). No que diz respeito à não coleta de esgoto, os índices são: 47,6 % da população brasileira não têm seus efluentes domésticos coletados, 21,4% dos moradores na Região Sudeste também não contam com esse serviço, enquanto em Araçatuba o índice é de apenas 3%. O município trata 100% do esgoto que coleta, enquanto o Brasil trata apenas 45,1% e o Sudeste, 51,2% . Em 2017, o Brasil investiu R$ 10,9 bilhões em saneamento. O Sudeste investiu R$ 5,7 bilhões e Araçatuba, R$ 13,9 milhões. Outro dado interessante é a renda média mensal do trabalho, ela cresce nas cidades mais saneadas: Brasil: R$ 2.171,14, no SE: R$ 2.477, 23 e em Araçatuba: R$ 2.607,07.
“Esse resultado mostra que investir em saneamento básico é fundamental para o desenvolvimento do município e seus moradores”, diz Rondinaldo Lima, diretor técnico da Samar. “O estudo é importante porque mostra o impacto do saneamento, ou a falta dele, na educação, saúde e até na renda das famílias brasileiras.”

DA REDAÇÃO
Araçatuba

Ultimas Noticias