REGRAS - Modelo atual de funcionamento do comércio seguirá o mesmo até 13 de junho

Estado adia por duas semanas abertura de estabelecimentos até 22h

Compartilhe esta notícia!

DIEGO FERNANDES – ARAÇATUBA

O governo do estado resolveu adiar a permissão para que estabelecimentos comerciais considerados não essenciais possam funcionar até 22h. Antes marcada para o dia 1º de junho, que seria a próxima terça-feira, esta maior flexibilização só vai ocorrer a partir do dia 14 de junho.

A decisão foi anunciada nesta quarta-feira (26) em coletiva de imprensa do governador João Dória (PSDB) e de sua equipe, no Palácio dos Bandeirantes, em São Paulo (SP), e é válida para todos os 645 municípios paulistas, incluindo a região de Araçatuba.

Na semana passada, o governo havia prorrogado a fase de transição do Plano São Paulo apenas até o dia 31 de maio, e havia programado para que, a partir do dia 1º, além de estabelecimentos comerciais poderem funcionar até 22h, e não mais até às 21h, a capacidade de público nos locais passaria de 40% para 60% do permitido no alvará no estabelecimento.

A medida de extensão do funcionamento das atividades beneficiaria restaurantes e lanchonetes que atendem exclusivamente no período noturno.

Na tarde de ontem, porém, o estado estendeu a fase de transição até o dia 13 de junho com as medidas que já estão em vigor agora: funcionamento das 6h às 21h, com toque de recolher entre 21h e 5h, e capacidade de 40% de públicos nos estabelecimentos.

A justificativa para o recuo foi dada, em entrevista coletiva, pelo coordenador do Centro de contingência do coronavírus, Paulo Menezes, que gere o Plano São Paulo junto com o governo estadual. Segundo ele, ainda não é o momento de avançar porque o estado segue tendo uma alta taxa de circulação do vírus.

“Avaliamos nesta semana de que não seria ainda o momento de poder avançar como havia sido pensado na semana anterior, então hoje temos a extensão desta fase para continuarmos caminhando dessa forma. Continuamos tendo uma circulação alta do vírus, com novos casos, então devemos manter todas as medidas de segurança, com a taxa de ocupação dos estabelecimentos em 40%, uso de máscara constante e o distanciamento”, avaliou o coordenador do Centro de contingência do coronavírus, Paulo Menezes.

O avanço previsto para ocorrer no dia 1º de junho acontecerá apenas no dia 14 de junho, duas semanas depois, quando entrará em vigor uma nova fase do Plano São Paulo – que não teve nome definido – e que permitirá que estabelecimentos abram até às 22h e com 60% de capacidade de recebimento de consumidores.

Nesta quarta-feira, o estado mantinha uma ocupação de 80,6% nas UTIs com pacientes graves de covid-19, com 10.545 internados.

Na região do Departamento Regional de Saúde de Araçatuba, o índice de ocupação é mais alto do que a media do estado. As UTIs da região estão com 88,9% de ocupação. Nas enfermarias, o índice de ocupação é de 46,7%.

Histórico

A atual fase de transição começou em todo o estado a partir do dia 18 de abril, quando voltou a ser permitida a abertura do comércio entre 11h e 19h. Na semana seguinte foi a vez dos restaurantes, barbearias e academias, que também puderam começar a atender no mesmo horário. Na oportunidade, a capacidade permitida era de 25%.

Com a melhora nos indicadores da pandemia, a abertura passou a ser permitida das 6h às 20h e com 30% de capacidade, passando para o horário atual das 6h às 21h que seguiu até a última semana. Desde o dia 24, a capacidade permitida nos estabelecimentos é de 40% de público.

De acordo com o governo estadual, a abertura com permissão de público restrita e escalonada visa combater as aglomerações nos estabelecimentos comerciais.

 

 

 


Compartilhe esta notícia!

Veja também

Balconista é preso com 85 tijolos de maconha

Compartilhe esta notícia!DA REDAÇÃO – ARAÇATUBA O balconista G.G.S, 38 anos, residente em Goiânia (GO), …

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *