Home Cidades Araçatuba Empresas de ônibus sentem impacto da pandemia

Empresas de ônibus sentem impacto da pandemia

6 minutos de leitura
Compartilhe esta notícia!

DIEGO FERNANDES – ARAÇATUBA

A pandemia do novo coronavírus acaba afetando também os serviços de transportes. Empresas que realizam o transporte intermunicipal entre cidades da região seguem com seus horários normais, porém não descartam diminuir a quantidade de veículos em circulação com a diminuição de passageiros. O fechamento temporário das faculdades fez com que estudantes deixassem de utilizar os serviços diários.
Queda de 50% no movimento
A nossa reportagem entrou em contato com duas empresas que prestam serviços em Araçatuba e que mantém itinerários na região. Uma destas empresas, que faz o trajeto de Araçatuba até Birigui, ida e volta, diversas vezes por dia, ainda mantém os horários de viagens. Porém, há a possibilidade de diminuição por conta da ausência dos estudantes, que deixaram de frequentar as aulas das faculdades nesta semana. Um funcionário da empresa, que não quis ser identificado, afirmou que durante esta semana diminuiu mais de 50% o número de passageiros por conta da ausência de alunos de faculdades no trajeto. “As viagens estão sendo feitas normalmente, mas a parada das escolas e faculdades diminuiu o público. Essa parada dos estudantes vai prejudicar os transportes”, afirmou.
Moradores temporários voltam para casa
Já em outra empresa, que realiza viagens de Araçatuba para vários destinos na região, a frequência de passageiros nesta semana foi grande, devido à volta para casa de alunos que mantém residência provisória ou dormitório em Araçatuba durante o período de estudos. Porém, com a paralisação das faculdades, a previsão é de que o movimento caia na próxima semana. “Os estudantes estão indo embora, por isso a frequência está grande, mas acredito que semana que vem vai diminuir pois vão ficar só os trabalhadores”, disse um funcionário terceirizado que atua na venda de passagens que também não quis ser identificado. Segundo este funcionário, os destinos de Buritama, Santo Antônio do Aracanguá e Jales foram os mais procurados pelos estudantes nesta semana.
Casal de aposentados toma cuidados para a viagem
Com a ausência de estudantes; trabalhadores e aposentados passam a formar praticamente a totalidade do público que frequenta as viagens entre as cidades da região.
A aposentada Martha Marciano de Oliveira, de 75 anos, moradora do Jardim das Palmeiras, em Araçatuba, necessita de transporte público para Buritama com alguma frequência. Ela faz tratamento ocular por conta do diabetes e utiliza os serviços de uma das empresas contatadas pela nossa reportagem.
Acompanhada do marido, ela diz que está tomando os devidos cuidados por conta do coronavírus, já que ela e seu esposo estão no grupo de risco. “Eu falo pro meu marido pra que ele coloque apenas a mão direita nas coisas, nos bancos do ônibus, corrimão, para que quando ele precisar passar a mão no rosto a esquerda esteja limpa”, afirmou.
Ela também reclama que é complicado precisar viajar com a pandemia, já que os ônibus são fechados por conta do ar condicionado. “Agora não podemos viajar, se uma pessoa espirrar no ônibus todos pegam o vírus”, lamentou.

 


Compartilhe esta notícia!