REGISTRO - Levantamento foi feito pelo Observatório de Inteligência Econômica

Empresas biriguienses ampliam em 11,7% número de pedidos de registro de propriedade industrial

Compartilhe esta notícia!

DA REDAÇÃO – BIRIGUI

As empresas biriguienses ampliaram em 11,7% os pedidos de registro de propriedade industrial entre janeiro e agosto deste ano, em comparação aos últimos dados disponíveis de 2019. Já são 191 pedidos formalizados nesse ano, ante 171 registrados entre janeiro e dezembro do ano retrasado.
Nos primeiros oito meses de 2021, julho foi o mês de maior demanda de registros, com 40 pedidos. A média mensal é de 23,8 solicitações. Neste ritmo, o município deverá alcançar nesse ano aproximadamente 280 solicitações, um recorde, consolidando o maior número da série histórica iniciada em 2000.
Os dados foram levantados pelo Observatório de Inteligência Econômica da SDE (Secretaria Municipal de Desenvolvimento Econômico), com base no banco de dados do Ministério da Economia.

PERFIL DAS EMPRESAS
O levantamento da SDE mostra que a liderança nos pedidos é para registro de marcas, com 183 solicitações, seguida pelo registro de desenho industrial, com 6 requerimentos. Estão empatados em terceiro lugar os pedidos de patente (modelo de utilidade) e patente de invenção com uma unidade cada.
Em relação ao perfil das empresas, as Microempresas (ME) respondem por 76 pedidos (39,79% do total), seguida pelas pessoas físicas com 38 (19,90%), Empresas de Pequeno Porte (EPP) com 33 registros (17,28%), empresas de médio e grande porte com 27 (14,14%) e Microempreendedores Individuais (MEIs) com 17 solicitações (8,90%).
O secretário da SDE, Nivaldo Albani, observa que em um contexto de acirramento da concorrência e competitividade é muito significativo o desempenho local, tendo em vista a aceleração dos pedidos de registro de propriedade industrial, em especial, pela liderança das micro e pequenas empresas, inclusive, com a participação dos Microempreendedores Individuais.
“O levantamento evidencia a capacidade produtiva e empresarial de Birigui. Mesmo em um ano impactado pela pandemia, os empreendedores continuaram seus investimentos. Temos certeza que esse processo ganhará impulso nos próximos anos, tendo em vista o trabalho que estamos realizando para criação de um ambiente favorável aos negócios”, destacou.

OBSERVATÓRIO
O projeto Observatório de Inteligência Econômica tem por objetivo suprir as demandas de informações e conhecimento dos agentes econômicos do município, além de subsidiar o desenvolvimento de políticas públicas voltadas a geração de emprego, renda e ao desenvolvimento local. Os relatórios divulgados pela SDE estão disponíveis no site sedecti.org.

 


Compartilhe esta notícia!

Veja também

Bancário mantém o desafio de produzir verduras em sacada de apartamento

Compartilhe esta notícia!DA REDAÇÃO – ARAÇATUBA O bancário aposentado Eliezer Soares da Rocha, 75 anos, …

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *