Home Cidades Araçatuba Dilador anuncia pente-fino em todos os contratos da Secretaria de Assistência Social

Dilador anuncia pente-fino em todos os contratos da Secretaria de Assistência Social

6 minutos de leitura
Compartilhe esta notícia!

ARNON GOMES – ARAÇATUBA

O prefeito Dilador Borges (PSDB) assinou, na tarde de ontem, portaria que nomeia uma comissão especial a fim de realizar auditoria extraordinária em contratos de gestão, termos de cooperação, convênios, pagamentos, aquisições de bens e serviços relativos à Secretaria Municipal de Assistência Social.
Ainda durante a tarde, ele se reuniu em seu gabinete com representantes da pasta para informar sobre o trabalho, que já vai começar de imediato e não tem data para ser encerrado.
Ele pediu a colaboração de todos no fornecimento de informações e na facilitação ao acesso aos documentos necessários. A comissão é formada por procuradores jurídicos e membros da Secretaria da Fazenda. Ao falar com os servidores, Dilador se disse muito preocupado em “passar os contratos a limpo”, mas sem suspender os serviços prestados. “Não queremos prejudicar ninguém. E exigimos que a Justiça seja feita. As pessoas que são atendidas por estes serviços são as mais vulneráveis, por isso, não quero que sejam atingidas”, declarou.
A medida foi tomada um dia depois da operação #tudonosso, da Polícia Federal, que prendeu 13 pessoas envolvidas em denúncia de fraude em licitação, dentre elas pessoas ligadas ao IVVH (Instituto de Valorização à Vida Humana), que atua no gerenciamento, na operacionalização e execução de ações e serviços de assistência social.
EXONERAÇÃO
O anúncio do pente-fino foi a segunda decisão tomada pelo prefeito como consequência da operação da Polícia Federal contra a corrupção. Ainda na terça-feira, o chefe do Executivo municipal havia exonerado quatro servidores presos na operação por suspeita de ligação com o sindicalista José Avelino Pereira, considerado pela PF o mentor do esquema criminoso. No mesmo dia, a secretária municipal de Assistência Social, Maria Cristina Domingues, pediu demissão do cargo, sob o argumento de que, assim, poderá colaborar melhor com as investigações.
Naquele dia, o chefe de gabinete da Prefeitura, Deocleciano Borella, assegurou, em entrevista coletiva à imprensa local, que o objetivo do atual governo, nesse episódio, será manter total transparência.
CÂMARA
O episódio teve também suas implicações na Câmara de Araçatuba. Ainda ontem, o vereador Lucas Zanatta (PV) protocolou requerimento no qual pede à administração municipal informações sobre medidas adotadas para garantir a lisura em processos licitatórios. O representante do Partido Verde quer ainda que a Prefeitura esclareça quais, das empresas investigadas, prestam serviços ao município, bem como os gastos mensais com ela.
O parlamentar quer que seja esclarecido também se os serviços públicos por elas prestados serão afetados ou não.
O pedido de informações deverá ser votado na sessão da próxima segunda-feira. Se aprovado, o Executivo terá até 15 dias para providenciar todas os esclarecimentos solicitados pelo vereador.
Também no Legislativo, o líder governista Jaime José da Silva (PTB) sugeriu ao prefeito um aprimoramento, principalmente no campo da tecnologia, a fim de evitar situações como a ocorrida nesta semana.

 


Compartilhe esta notícia!