PREVENÇÃO - Concessionária vem desenvolvendo ações preventivas para garantir o abastecimento de água DIVULGAÇÃO

Devido à longa estiagem, concessionária lança campanha sobre o uso racional da água

Compartilhe esta notícia!

DA REDAÇÃO – ARAÇATUBA

A GS Inima Samar, concessionária responsável pelo abastecimento de água e esgoto em Araçatuba, lança, neste mês, uma campanha para alertar a população sobre o uso consciente da água. A ação faz parte do Plano de Contingência da concessionária para enfrentar esse período de estiagem prolongada previsto para durar até o mês de setembro, segundo alerta emitido em abril pelo monitor de secas da ANA (Agência Nacional das Águas). O plano foi atualizado em conjunto com a Agência Reguladora DAEA e já está em andamento, com várias ações estruturais, operacionais e de comunicação.

Na região noroeste, onde as autoridades municipais preveem uma seca mais prolongada, municípios como São José do Rio Preto já adotaram o esquema de racionamento. Em Araçatuba, a captação da água no Rio Tietê e Ribeirão Baguaçu mantém-se em níveis normais, mas a GS Inima Samar já tomou várias providências para amenizar os efeitos da estiagem.

“Além das medidas técnicas, a participação da população é fundamental para evitar o racionamento. Atitudes simples do dia a dia são muito importantes porque evitam o desperdício da água e nos permitem manter uma produção suficiente para enfrentar essa estiagem”, diz o diretor técnico da GS Inima Samar, Eduardo Caldeira.

A campanha sobre o uso racional da água inclui anúncios em emissoras de rádios, jornais, portais de notícias e redes sociais. As mensagens buscam orientar aos consumidores para as boas práticas de uso racional da água.

 

Produção

Desde o início do ano, a produção de água se mantém estável em Araçatuba, variando entre 2,1 milhões de m³ e 1,9 milhões de m³. Em junho, a GS Inima SAMAR produziu 1.947.192,12 m³ de água e, em julho, já foram produzidos pouco mais de 926 mil m³.

O consumo da população também tem permanecido estável, apesar de ser o dobro do recomendado pela OMS (Organização Mundial da Saúde). De janeiro até junho, a média de consumo diária foi de 217 litros de água por habitante com um pico maior registrado no mês de abril, de 223 litros de água consumido por habitante.

Embora seja uma cidade privilegiada por ser abastecida pelo Ribeirão Baguaçu e pelo Rio Tietê, Araçatuba sofre com as altas temperaturas e falta de chuva, principalmente nesta época do ano. O último dia de chuva registrado na cidade foi em 10 de junho, quando o pluviógrafo instalado na sede da GS Inima SAMAR contabilizou 24 mm de chuva.

De janeiro a maio deste ano choveu 598,2 milímetros, contra 366,5 mm no mesmo período do ano passado. No início de junho, entre os dias 8 e 10 de junho, choveu 36,7 milímetros em Araçatuba, o que trouxe certo alívio para as perspectivas da ANA.

“Ainda assim devemos ficar alertas, porque já somamos mais de 40 dias sem chuva. É preciso rever a rotina diária de uso da água e mudar alguns hábitos para garantir que o abastecimento seja mantido sem racionamentos”, alerta Eduardo Caldeira.

 

Ações operacionais

Prevendo uma redução no nível da água do Rio Tietê, a GS Inima Samar recuperou a plataforma móvel para captação de água que tinha sido utilizada durante a grande seca de 2014. O equipamento, que possui estrutura metálica e bomba de sucção, está pronto para ser empurrado para dentro do rio, de acordo com o rebaixamento do nível da água e necessidade verificada pela GS Inima SAMAR.

 

 Combate aos vazamentos

Uma outra iniciativa que ajuda a amenizar o problema da estiagem é a diminuição de perdas da água tratada. No final de 2012, quando houve a concessão dos serviços de água e esgoto, o município perdia 49% da água tratada durante a distribuição. Hoje esse índice caiu para 34%, graças às obras de setorização que estão em andamento. A cidade está sendo dividida em 42 micro setores, o que permite o controle da pressão da água e a consequente diminuição dos vazamentos e perdas de água.

A pesquisa de vazamentos iniciada em junho pela GS Inima Samar também está detectando perdas de água que ainda não afloraram e que possuem uma maior dificuldade de visualização. Ao final da pesquisa, técnicos de uma empresa especializada terão percorrido mais de 300 km de rede de água em busca de vazamentos na cidade.

“Todos os esforços estão sendo colocados em prática para garantir o abastecimento pleno em Araçatuba, mesmo durante a estiagem. Estamos monitorando as vazões do ribeirão Baguaçu e rio Tietê e esperamos, com a ajuda da população, passar por mais um período de estiagem sem racionamento”, finaliza o diretor técnico da GS Inima Samar Eduardo Caldeira.

 


Compartilhe esta notícia!

Veja também

Cerca de 150 policiais devem completar ciclo da vacinação contra a covid nesta terça em Araçatuba

Compartilhe esta notícia!DIEGO FERNANDES – ARAÇATUBA Policiais e agentes de segurança que não tomaram a …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *