14.2 C
Araçatuba
sexta-feira, agosto 12, 2022

Denúncia em investigação do ataque a Araçatuba leva PM a  ‘bunker’ com armas e munição antiaérea

DA REDAÇÃO – SÃO PAULO

A partir de denúncia anônima em investigação relacionada ao ataque a bancos em Araçatuba, no dia 30 de agosto e que resultou em três mortos e cinco feridos, a Polícia Militar de São Paulo estourou nessa quinta-feira (7), de manhã, um “bunker” que guardava fuzis, carregadores, munições antiaéreas, armas, granadas e equipamentos de proteção, como coletes, óculos, capacetes, lanternas táticas, dentre outros. Este tipo de material é usado por criminosos em ataques a bancos, caixas eletrônicos e locais que armazenam dinheiro no estado. As informações são do G1.

 De acordo com a Polícia Militar, durante a ação houve confronto e dois suspeitos morreram. A ação com apreensão do material ocorreu em uma chácara na Estrada do Paiol, em Parelheiros, na Zona Sul da capital.

Conforme informações da PM, no bunker, escondido e fechado atrás de paredes, foram encontrados coletes balísticos, uniformes da Polícia Civil, granadas, explosivos, carregadores de fuzis e diversas munições. Foram encontradas também munições antiaéreas, de calibre .50, e de fuzil 7.62mm, além de pistolas e carregadores de fuzis. Como havia explosivos, o Grupo de Ações Táticas Especiais (Gate) foi acionado.

A ocorrência foi apresentada na Polícia Federal, na Lapa, 

 

ATAQUES A BANCOS

No início da madrugada do dia 30 de agosto, um grupo fortemente armado invadiu a área central de Araçatuba criando um perímetro de atuação. Pessoas foram feitas de escudos humanos para impedir a aproximação da polícia. Enquanto isso, bandidos agiram nas agências do Banco do Brasil e da Caixa Econômica Federal. Um banco privado foi atingido. A agência da Caixa Federal foi parcialmente destruída.

A ação dos criminosos foi combatida por policiais do Baep (Batalhão de Ações Especiais de Polícia), cujo quartel foi atacado. Os policiais romperam o cordão de isolamento e enfrentaram os assaltantes durante mais de uma hora. 

Os bandidos estavam em carros blindados e preparados até mesmo para uso de metralhadora .50, capaz de derrubar aeronave.

 

Ultimas Noticias