25.1 C
Araçatuba
segunda-feira, junho 27, 2022

Creci mantém projeção de crescimento nas vendas de imóveis mesmo com aumento da taxa Selic

DIEGO FERNANDES – ARAÇATUBA

O aumento da taxa Selic de 12,75% para 13,25% ao ano, anunciado na última quarta-feira (15) pelo Copom, o Comitê de Política Monetária do Banco Central, não deve frear o crescimento do setor imobiliário projetado pelo CRECI SP, o Conselho Regional dos Corretores de Imóveis do estado de São Paulo.

A previsão é do presidente do CRECI SP, José Augusto Viana Neto, que esteve novamente em Araçatuba nesta semana para reunião na sede do conselho na cidade. 

Segundo ele, a necessidade legal de os bancos reinvestirem boa parte do dinheiro captado pela caderneta de poupança fará com que haja uma concorrência de maiores facilidades para o financiamento imobiliário no segundo semestre do ano.

“O impacto (da taxa Selic) no mercado imobiliário no que diz respeito ao financiamento de imóveis passa a ser inócuo, porque tanto os bancos privados quanto os bancos públicos estão preocupados em reinvestir o dinheiro que captam pela poupança. 65% desse dinheiro tem que retornar obrigatoriamente em financiamento imobiliário. Os bancos estão promovendo esse trabalho”, explicou.

Em Araçatuba, houve queda tanto na venda quanto na locação de imóveis no último mês de abril, segundo dados do CRECI SP. As vendas caíram mais de 72% e os aluguéis mais de 60%. 

Segundo Viana Neto, esses números ainda mostravam uma realidade diferente, com a taxa Selic influenciando diretamente no preço dos imóveis, e o IGP-M impactando negativamente no preço dos aluguéis.

O presidente do CRECI SP faz uma comparação entre os dois cenários, do começo do ano e o atual, projetando crescimento nos negócios.

“Eu digo que nós estamos em melhor situação do que estávamos no começo do ano. No começo do ano a taxa de juro sofria influência da Selic e hoje não sofrem mais. E os bancos estavam bem mais exigentes na questão da análise do crédito. Hoje já começam com certas flexibilizações para conseguir reinvestir esse dinheiro. Então eu acho que a nossa situação está, gradativamente, melhorando bastante”, concluiu.

 

Ultimas Noticias