VAZIO - Calçadão ficou vazio com primeiro sábado de lojas fechadas

Comércio fechado em primeiro sábado de nova fase vermelha surpreende consumidores em Araçatuba

Compartilhe esta notícia!

DIEGO FERNANDES – ARAÇATUBA

Muitos consumidores ficaram surpresos ao se depararem com as lojas do calçadão fechadas na manhã deste sábado (30). Devido à fase vermelha decretada pelo governador João Dória (PSDB) em todo o estado de São Paulo neste final de semana e no próximo, nenhum comércio não essencial está autorizado a funcionar.

Alguns mais desavisados encontraram a reportagem do jornal O LIBERAL REGIONAL no local por volta das 9h30 e perguntaram sobre o funcionamento das lojas. Ao ouvirem sobre o fechamento durante todo o final de semana, alguns ficaram indignados com a medida e outros lamentaram terem saído de casa para ir ao comércio sem saber da informação.

Mesmo com estas pessoas, o calçadão registrava baixo movimento na manhã de sábado, não lembrando em nada os demais sábados de funcionamento normal das lojas, onde geralmente o principal local de compras do centro da cidade registra seus maiores movimentos.

Ontem, apenas serviços de ótica, algumas lanchonetes apenas com entrega de comida estavam abertas. Além disso, algumas lojas de rede trataram de colocar avisos nas portas anunciando vendas por whatsapp.

Uma das lojas mais famosas e frequentadas do calçadão manteve sua porta principal aberta, porém, uma funcionária do local estava na porta avisando que os clientes deveriam escolher seus produtos pela internet e ir à loja somente para retirada durante o sábado.

De acordo com o gerente da Associação Comercial e Industrial de Araçatuba, Osney Ferracioli, o fechamento do comércio aos sábados diminui entre 30% e 40% do faturamento das lojas, já que para a maioria delas o sábado é o dia de maior movimento da semana.

“O sábado é um dos dias mais fortes para vendas e fechando esses dois sábados, o prejuízo vai ficar em torno de, no mínimo, 30%, porque é um dia forte onde a região vem comprar no nosso comércio, e o comércio estando fechado em pleno sábado, o shopping fechado em pleno final de semana, bares e restaurantes e lanchonetes fechados no final de semana, para toda a cidade”, afirmou. “O comerciante já está com a corda no pescoço, ele não está aguentando mais esta situação que o governo do estado de São Paulo está impondo”, completou Ferracioli, em fala à reportagem do jornal O LIBERAL REGIONAL durante manifestação realizada na última quarta-feira.

Da mesma forma que o calçadão, as demais lojas da cidade, bem como os shoppings, bares e restaurantes, e demais estabelecimentos, tiveram de permanecer fechados neste sábado, e ficam assim também neste domingo. As vendas estão permitidas somente por delivery ou entrega individual no caso dos restaurantes.

Apesar estabelecimentos como supermercados, postos de combustíveis, e serviços essenciais como oficinas, borracharias, dentre outros, estão podendo funcionar neste final de semana.

“Desde o início, bares e restaurantes estão sendo sacrificados ao extremo, e no entanto, a covid segue crescendo. Então, algo está errado. Se fosse os bares e restaurantes naturalmente a covid estava abaixando e não está abaixando, está em ascensão”, disse o presidente do Sindicato dos Hoteis, Restaurantes, Bares e Similares de Araçatuba, Euflávio de Carvalho.

Liminar negada

Empresários do setor de bares e restaurantes tentaram uma liminar para abertura dos estabelecimentos neste final de semana, liminar esta negada pelo juiz José Daniel Diniz Gonçalves, da Vara da Fazenda Pública.

A intenção era que os estabelecimentos e o comércio pudessem funcionar nos moldes da fase amarela, até às 22h.

Para o próximo sábado, dia 6, comerciantes prometem uma nova carreata, assim como ocorreu na última quarta-feira (27), para protestar novamente contra as medidas do governador e para pressionar o prefeito Dilador Borges Damasceno (PSDB) a cobrar o chefe do executivo estadual por mudanças em favor do comércio.

A próxima reclassificação do Plano São Paulo acontecerá no dia 8 de fevereiro.

WHATSAPP – Com portas fechadas, algumas lojas colocaram avisos sobre venda pela internet

Compartilhe esta notícia!

Veja também

Direito do Trabalho

Compartilhe esta notícia!  Nílson Faria PRÊMIOS E ABONOS SALARIAIS PÓS REFORMA TRABALHISTA Os prêmios e …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *